Últimos assuntos
» Tudo a voltar outra vez
Ontem à(s) 23:20 por Sonkinha

» Ansiedade e ataques de pânico
Ontem à(s) 18:38 por trotsky

» Brintellix (vortioxetina)
Seg Mar 27 2017, 18:30 por xandecool

» Ansiedade/Fobia Social - Xanax Sintomas
Seg Mar 27 2017, 16:06 por 1006

» Companheira Depressão
Dom Mar 26 2017, 22:06 por clapac

» Meu diário enfrentando Depressão e TAG
Qui Mar 23 2017, 19:29 por Jana_10

» Sertralina
Qui Mar 23 2017, 18:48 por Convidado

» 194 dias sem Sedoxil!
Qui Mar 23 2017, 17:27 por Jana_10

» Meu relato de depressão...
Qui Mar 23 2017, 17:26 por Jana_10

» Fluvoxamina - efeitos secundários
Ter Mar 21 2017, 12:33 por 1006

Quem está conectado
8 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 8 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 52 em Sab Fev 01 2014, 18:10

A minha história

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Maria Silva em Qui Abr 24 2014, 21:40

Boa noite,é preciso muita coragem,controle,capacidade e muita força de vontade...já passei por tudo isso inclusive dizer ao psiquiatra e neurologista que a medicação me estava a tornar algo diferente (despersonalização) ele/s responderam (como assim) eu é que perguntava eles é que são médicos...por mim própria cheguei á conclusão que ñ passamos de cobaias...trocam nomes de medicamentos mas é tudo igual...ando nisto à muitos anos com muita fé tenho andado uns dias mal outros bem mas muito tonta cambaleando e sem muita vontade de fazer nada...parabéns Brick gostava de voltar a estar a como eu era mas está difícil...agora vou começar a tomar extrato de bacopa...já alguém tomou? de tantas coisas que o organismo me dá sinais o pior é as tonturas e a apatia...  Smile
avatar
Maria Silva

Mensagens : 5
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/04/2014
Idade : 56
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por voyager em Sex Set 12 2014, 21:51

Obrigado Brick pelo testemunho,

compreendo agora que os médicos por vezes não ajudam só complicam...

Desejo-te força para melhorares e nos ajudares !

voyager

Mensagens : 87
Reputação : 0
Data de inscrição : 09/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por andrebrasil em Seg Set 29 2014, 01:24

Ola sou novo aqui estou no Brasil,

Muito hardcore essa sua historia?
Estou a tomar Alprazolam 0,5 e paroxetina Pondera 20 Mg meu munto esta caindo estou cada vez mais deprimido o q eu faço? E nunca sofri disto tive ataques de panico por abuso de drogas?
Tcc desmame?
Tontura, rigidez pescoço, panico trato as pessoas mau, terminei meu namoro estou em absoluto desespero.

Quando tomava anafranil nunca tive na disso:(

andrebrasil

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 29/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Mariasilva em Dom Dez 28 2014, 13:56

É muito complicado viver assim... Mas a familia é o nosso pilar, força

_________________
Maria Silva
avatar
Mariasilva

Mensagens : 41
Reputação : 2
Data de inscrição : 10/01/2013
Idade : 31
Localização : Barcelos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Brick em Seg Dez 29 2014, 13:04

tudo negro?

_________________
Não sou médico! Todas as informações prestadas sobre desmames têm como base uma experiência pessoal com antidepressivos e ansiolíticos e não substituem as recomendações dadas por pessoal qualificado!(Psiquiatra ou Médico de Família)
avatar
Brick
Admin
Admin

Mensagens : 5382
Reputação : 549
Data de inscrição : 29/10/2010
Localização : Viseu

Ver perfil do usuário http://www.ansiosos.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por mrbombas em Ter Dez 30 2014, 18:42

spam

_________________
distorções cognitivas
avatar
mrbombas

Mensagens : 861
Reputação : 90
Data de inscrição : 31/07/2013
Idade : 34
Localização : Fátima

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por madame mary uri em Ter Dez 08 2015, 03:22

Nossa,  até que enfim alguem me entende Quando crianca fui abusada e tive gastrite Diseram que tinha disritimia, comecei a tomar minha primeira droga tegretol Voltei a passar mau de estomago e ter muita irritabilidade e o clinico geral receitou sertalina, aos 18 foi minha primeira recaída de vez, e fiquei um ano sem sair de cama, me diagnosticaram depressao e foi repassado citalopran Como meu medico abandonou a clínica, fui em outra medica e me foi receitado novamente o tegretol, nao deu certo, mudei de medico, e me passou cymbalta, topiramato e bup Fiquei feliz por um tempo haha, mas meu ex simplesmente terminou pelo telefone e.. Parei o tratamento, comecei a ter pensamentos loucos, a abstinencia, a dores, os ticks no braco, dor de cabeca, quase liguei o gaz se meu amigo nao tivesse secorrido e me envolvi com pessoas que nao devia, foi quando eu decidi em ir outra medica, e, mais uma colecao de medicos novos kk, mudei para topiramato com citalopram e rivotril Completamente dopada, morta viva, eu tranquei a faculdade Parei no tempo de novo, foi quando decidi voltar no medico anterior e com medicamentos novos, topiramato, bup, lamitor e  amitripitilina  Com a psicoterapia ainda me recupero, vou levando Posso ter esquecido de mais remédios, pois meu historico e longo E me sinto como o Brick. Nao sei se seria a palavra certa, um rato de laboratorio, vai testanto os remedios pra ver se da certo Nao quero mais toma, ninguem escuta! Me sinto so, mas com seus depoimentos me sinto entre amigos Desculpe o texto grande mas precisava disso, obrigada pessoal. Obrigada Brick.

madame mary uri

Mensagens : 6
Reputação : 0
Data de inscrição : 08/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Florida em Sex Jan 29 2016, 15:45

Olá, aqui deste lado...
Ainda estou a descobrir as várias partes deste fórum e terminei agora de ler a tua história.
Estou impressionada com o teu testemunho mas nāo me espanta a terrível neglicência médica.
De certo, que existirāo neste país um "bom" número de pessoas a passarem por situações idênticas.
Como acabar com isto?
No meu caso e que sirva também de exemplo, fui à minha médica de família porque me sentia cansada e saí de lá com uma prescriçāo de antidepressivo e ansíolitico...pois é!
Como tenho uma "amiga" farmacêutica, mostrei-lhe a prescriçāo e ela "aconselhou-me a nāo me meter nos AD e disse-me: se quiseres descansar melhor à noite toma metade do Alprazolan.
Estava completamente inconsciente do que ía tomar.
Considero um "crime" nåo informarem os doentes e utilizarem, assim sem mais nem menos, este tipo de medicamentos.
Eu tomo há sete anos, tenho tido imensos problemas pessoais que me servem sempre de desculpa para iniciar um desmame.
Vou começar agora, mesmo com os problemas...vou sempre ter problemas e se deixar de tomar esta maldita droga pode ser menos um "grande" problema.
Estou com muito medo dos sintomas e por natureza sou uma pessoa com pouca calma, fico mesmo a batutar nos 10 meses para desmame de Alprazolan e outro tanto para desmame da Mirtazipina.
Obrigada por partilhares os teus conhecimentos, por teres construído este Fórum...obrigada por ajudares tantas pessoas, incluíndo eu.
Um grande abraço e muitos parabéns pela tua história de sucesso.



Florida

Mensagens : 11
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por lexbr91 em Qui Abr 14 2016, 18:42

Primeira vez que li sua historia , nao sabia que tinha passado por isso, é semelhante ao q estou passando agora,estou indo pro segundo ano sem essas drogas.vc nao teve nenhuma alteraçao de ordem sexual ou cardiaca brick durante esse periodo?

lexbr91

Mensagens : 104
Reputação : 11
Data de inscrição : 31/12/2015
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Brick em Sex Abr 15 2016, 20:30

Olá.

Não atingia o orgasmo a nível sexual. Cardiaco não tive nada de especial e tu?

_________________
Não sou médico! Todas as informações prestadas sobre desmames têm como base uma experiência pessoal com antidepressivos e ansiolíticos e não substituem as recomendações dadas por pessoal qualificado!(Psiquiatra ou Médico de Família)
avatar
Brick
Admin
Admin

Mensagens : 5382
Reputação : 549
Data de inscrição : 29/10/2010
Localização : Viseu

Ver perfil do usuário http://www.ansiosos.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por lexbr91 em Sex Abr 15 2016, 22:47

Tive fibrilaçao atrial, extra sistoles ventriculares taquicardia, de ordem sexual dificuldades de ereçao e falta de libido, fora outras dezenas de sintomas.

lexbr91

Mensagens : 104
Reputação : 11
Data de inscrição : 31/12/2015
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Came em Qua Maio 11 2016, 07:38

Olá Brick Smile
"Ao 5º ano voltou tudo mas com uma força incrível e já vou no 7º ano", e o que fizeste quando voltou tudo ao 5º ano?
Chegaste a estar internado para eliminar a medicação?

Came

Mensagens : 9
Reputação : 0
Data de inscrição : 10/05/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por perhat em Sex Maio 13 2016, 21:16

Eu só não entendo porque em Portugal a psiquiatria anda tudo a volta de uma dúzia de comprimidos e nada mais, há tanto mais que se pode fazer

perhat

Mensagens : 71
Reputação : 6
Data de inscrição : 07/01/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Carlosb em Qua Jul 13 2016, 10:28

Ola a todos, sofro de ansiedade tb. Soube desta triste noticia a um ano atras. Sentia muita dores de cabeca muitas tonturas e nauseas. Nao me sentia bem comigo e sentia dores no corpo um mau estar no corpo, que nessa fasse so pensava que estava doente e que " tinha algum problema grave que me ia levar a morte" . Com esses sintomas sai todos os dias a rua para ir trabalhar, ate que cheguei a um dia que nao aguentei mesmo, a minha bouca ficou tao seca que sempre que bebia agua nao resultava. Tive mesmo de ir ao hospital.
Quando cheguei ao hospital sai de la supstamente com um virose.
"Antes fosse". Voltei para casa tomei o que me tinha resceita e nada me fazia efeito. Foi quando fui ao medico de familia e la, foi quando fiquei mais assustado do que ja estava," o desespero de nao me sentir bem, andar de medico em medico e nao me dizerem realmente o que tinha" , o medico mandou me fazer um tac. " sai naquele dia de rastos, so me lembro de querer sair rapido do consultorio e querer apanhar ar e ir fazer nomomento o tac, e o meu estado de ansiedade agravou se" sai do consultorio cheio de dores de cabeca com alguma dormencia no corpo com uma impressao na garganta com alguna falta de ar. Andando pela rua sentido mesmo que algo esta mal mesmo e nao sabendo o quê. Nessa noite fui a outro hospital, nao fiz o tac, o medico disse que era hipertenso. Fui para casa tomei novamento os medicamentos e nada. Fui novamente ao medico e o medico insistio novamente no tac. Voltei novamente ao hospital" e sempre me sentindo pior" , la fizeram me o tac estava tudo bem, tirando as varias analises que ja tinha feito e que estava tudo bem." Nesse dia ja nao aguentava mais de dores de cabeca tonturas e nauses." Fui a outro hospital " procurava respostas a onde nao as tinha. "Fiquei logo internado nesse noite, fui tranferido para outro hospital no dia seguinte pk nao era o hospital da minha residencia. La fiquei internado fizeram me entao os exames todos na parte da neurologia. E so ai é que apos uma semana de internamento é que soube o que tinha realmente. Comecei a tomar seroxat, e victan em sos durante um ano e neste momento estou no desmame.
Em todas as consultas que ia, gradualmente ia me sentido melhor, mas realmente nunca a 100 cento. Sentia em algumas circunstancia algumas tonturas e dores de cabeca" mas tudo nao passava da ansiedade" e eu sabia disso entao comecei por lagar logo mesmo, no inicio o victan, e só tomava o seroxat. Recentemente fui ao medico e comecei o desmame. Ainda tinha alguns sintomas mas nada de especial. Disse ao medico que estava preparado. Bem os primeiros dias foram complicados os sintomas iam voltando ao poucos e poucos, mas tinha mesmo de ser forte. Nao queria mesmo voltar a medixacao inteira, entao procurei alternativas. Fazer caminhadas, desporto pelo memos corro 30 minutos por dia. Fui a um celeiro informar me do que me podia ajudar a ultrapassar estes sintomas, receitou me o conta gotas" rescue" que é um remedio a base de plantas tudo naturaral. E beber cha durante o dia à base de camoila, cidreira, para ajudar a relaxar e ao mesmo tempo para nao andar tao stressado, para conseguir dormir bem a noite. E realmente resultou, faco algum exercicio, ja praticamente nao tomo essas gotas, como tomava no inicio e sinto me melhor, do que no inicio.
Contudo, de tudo o que me faz recuar, no caso de achar que nao consigo, de sinto medo, ou ate mesmo a timides, tento ultrapassar tudo isso no meu dia a dia e conseguir ter um pensamenti possitivo. Tudo o que acho negativo, tento ver sempre o lado possitivo. Eu sei que por vezes é facil falar, mas mais facil vai ser cruzar os bracos do que tentar. E quando isso acontece enfrentar sempre os problemas de frente. E eu tenho muita fe acredito em deus e é ele que ma da forcas e que me ajuda no meu dia a dia. Obrigado por me ouvirem, coragem para todos e penssem que vao conseguir derrubar este obstaculo que temos a nossa frente. PS: Tudo o que é facil, nao nos da gozo, so o que nos da luto! Da nos aquela sensacao de vitoria de que conseguimos .

Carlosb

Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por viper em Sex Jan 20 2017, 22:06

Olá Brick,
antes de mais obrigado pelo fórum e por teres partilhado a tua "batalha". Realmente é uma história impressionante.

Eu também sempre fui timido desde pequeno, falava pouco na escola e muito menos com muitas pessoas à volta. Mas nunca me impediu de sair à rua, sair com colegas da escola, etc. já toda a gente sabia como eu era, e nunca ninguém me colocou de parte por causa disso. Também nunca senti nenhum sintoma físico que me incomodasse, ficava nervoso sim, quando tinha de fazer apresentações de trabalhos, mas fazia e não passava daí. Para mim tudo mudou quando mudei de emprego, no qual já estava há muitos anos e confortável. Mas por opção própria queria um novo desafio.

Já no novo emprego, novo ambiente, novas coisas para me adaptar, alguns prazos apertados, comecei a sentir-me stressado e nervoso. Comecei a ter tonturas e dores de cabeça, que me deixava ainda mais nervoso porque nunca as tinha sentido, mas continuava a conseguir fazer a vida normal. Até aí, há anos que não tomava qualquer tipo de medicamento, nem quando estava constipado ou com gripe. Fui ao médico por causa das tonturas e diagnosticou-me ansiedade generalizada. Eu pelo meu passado e presente de timidez, e preocupação, às vezes exagerada com o futuro, até achei e acho o diagnóstico correcto. Receitou-me na altura um antidepressivo, e aí tudo mudou... As tonturas ficaram piores, comecei a sentir ansiedade em situações que não tinha (tipo ouvia uma buzina ou um barulho qualquer e pulava de susto). Logo compreendo, em parte, pelo que passaste e a tua revolta.

Na minha situação receitaram-me algo que se calhar não era o mais indicado para o meu nível de ansiedade (e que hoje chego à conclusão que não é útil para nada, só lendo os efeitos secundários e vendo que a maior parte desses efeitos são iguais aos sintomas sem tomar nada e ainda trazem outros sintomas... e depois quando se deixa de tomar traz sintomas piores de abstinência... )

Com as tonturas piores, num centro comercial senti que ia desmaiar, tive um ataque de panico e pronto... apartir daí fiquei com medo de ir a centros comerciais ou qualquer sitio fechado, entrei em ciclo, fechei-me mais em casa, perdi amigos, etc. Fiz exames, experimentei outros ADs, Inderal, ansioliticos durante algumas semanas. E não senti que nenhuma medicação me estivesse a ajudar (nunca me senti a 100% e andava com constantes dores de cabeça), os ansioliticos davam-me confiança sim, mas momentanea, e sei que não podia viver disso. Larguei os ADs, senti sintomas de abstinencia (tipo choques no cerebro, espasmos musculares) que ainda assustavam mais, voltei a tomá-los e depois fiz o desmame com mais calma. Neste momento não tomo nenhum antidepressivo, tento sair a sitios, e de vez enquando lá vai metade de um victan, pela goela abaixo, quando tenho mesmo de ir a algum lado e sinto-me menos confiante.

Choca-me imenso como se receitam este tipo de medicamentos, e como nenhum médico indicou-me a especialidade correcta. Comecei a ir a neurologistas e nunca me aconselharam ir a psiquiatras. Fui depois a psiquiatras e nunca me aconselharam fazer psicoterapia nem nada parecido. Foi sempre medicação e volta cá mais tarde para ver. E nenhum recomenda suplementos.

Depois de ler a tua história, fiquei curioso em como enfrentaste o 5º ano, em que dizes que tudo voltou e com mais força.
Voltaste a tomar medicação? Se sim, quais?
Suplementos?
Que mudaste/fizeste para recuperar?
Neste momento como controlas?

Obrigado!


viper

Mensagens : 70
Reputação : 6
Data de inscrição : 30/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Brick em Sab Jan 21 2017, 19:01

Choques no cérebro, nos braços, em todo o lado... ninguém entende...

Olá! Sim, o 5º ano foi duro, mas foi o último de luta, alguns meses de sofrimento, mas como sabia que ia passar, passou, já nem me lembro se tomei alguma coisa, percebo agora que o que cura mesmo é o tempo e largar essa bodega toda. Apoiei-me no reiki, apenas.

Vai correr tudo bem! Abraço.

_________________
Não sou médico! Todas as informações prestadas sobre desmames têm como base uma experiência pessoal com antidepressivos e ansiolíticos e não substituem as recomendações dadas por pessoal qualificado!(Psiquiatra ou Médico de Família)
avatar
Brick
Admin
Admin

Mensagens : 5382
Reputação : 549
Data de inscrição : 29/10/2010
Localização : Viseu

Ver perfil do usuário http://www.ansiosos.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por viper em Sab Jan 21 2017, 20:34

Sim não dá para entender, ainda por cima, pelo menos no meu caso, tonturas causavam-me maior ansiedade, criando um efeito bola de neve, e um dos efeitos secundários dos ADs é tonturas. E depois como os sintomas de abstinência, para mim (e pelo que vejo a muita gente) foram bem piores que qualquer sintoma inicial, os médicos devem ou deviam ter noção disso. Como pode ser usado como cura, se uma pessoa fica dependente, causa efeitos secundários piores que os sintomas iniciais, é dificil o desmame e ainda por cima nesse processo causa ansiedade que era o problema inicial... Acredito que possa ajudar em casos muito extremos, mas é uma vergonha como é prescrito a torto e a direito causando maiores problemas.

Obrigado! Abraço

viper

Mensagens : 70
Reputação : 6
Data de inscrição : 30/12/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Brick em Sab Jan 21 2017, 21:56

Os médicos são os primeiros a recusar a medicação que eles próprios prescrevem. A industria farmacêutica é, no meu entender, a grande responsável por tudo isto. Os médicos são apenas uns bonecos. Marram para tirarem boas notas, são bons estudantes e nada mais do que isso. Pouco conhecem da vida, são mentes fechadas e por norma pouco humanos. A minha vida tornou-se muito melhor desde que não os tenho visitado. Obrigado!

_________________
Não sou médico! Todas as informações prestadas sobre desmames têm como base uma experiência pessoal com antidepressivos e ansiolíticos e não substituem as recomendações dadas por pessoal qualificado!(Psiquiatra ou Médico de Família)
avatar
Brick
Admin
Admin

Mensagens : 5382
Reputação : 549
Data de inscrição : 29/10/2010
Localização : Viseu

Ver perfil do usuário http://www.ansiosos.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Chamarrita em Sex Fev 03 2017, 03:40

Sou nova neste fórum, que só há poucos dias descobri. Já li algumas histórias parecidas com a minha... Comigo tudo começou pelos meus 28 ou 29 anos. Eu achava-me normal... Mas sentia uma grande insatisfação com a minha vida justamente devido a essa normalidade. Estava casada, efetiva (sou professora), carro e casa pagos. Pantufas calçadas... Até ter internet e descobrir um novo mundo. Conheci pessoas incríveis, fiz a minha viagem de sonho ao Brasil e foi ai que tudo mudou... Com a viagem e o filme Matrix. Quando voltei do Brasil, fui entristecendo, murchando... Conheci um psicólogo e depois um psiquiatra, o mesmo que ainda consulto, 16 anos depois. Eu mudei... E ele também. Perdi a confiança nele e na psiquiatria em geral. Estou de baixa há um ano e picos, por esgotamento. Tenho lido bastante e já percebi que o problema não está realmente em mim. O mundo, em geral, está louco, a humanidade está muito doente. A indústria farmacêutica está ao serviço dos governos para nos manipular e escravizar.
Dentro de dois meses regressarei ao trabalho, esteja como estiver. Tem de ser. Não é que eu queira... Felizmente coincide com a primavera, altura em que eu também começo a "florir". Decidi que vou iniciar o desmame destas porcarias todas. A minha doença é facilmente curável com uma boa conta no banco, mudança de ambiente e proximidade de família e amigos. A mente é tudo, o que pensamos, somos.

Chamarrita

Mensagens : 7
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Gracej em Sex Fev 03 2017, 20:26

A psiquiatra disse para eu mudar o xanax para o normal em (antes tomava 0,50 ) 0.25 mg durante um mês tomar um de noite e no segundo mês tomar metade e depois paro de tomar. Em relação ao paroxetina, tomo 3/4 no 1 mes no segundo 1/2, no terceiro 1/4 e no quarto mês 1/4 dias alternados durante 2 semanas e nas outra duas semana a mesma dosagem deste modo dia sim dia nao dia nao dia sim (assim por mais 2 semanas. E disse para primeiro fazer o desmame do xanax e depois do paroxetina. Que opinião tem sobre este desmame, se faz favor ? Obrigada.

Gracej

Mensagens : 65
Reputação : 1
Data de inscrição : 25/08/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Chamarrita em Sex Fev 03 2017, 21:22

Pessoalmente faria ao contrário, primeiro desmame da paroxetina e depois o Xanax.

Chamarrita

Mensagens : 7
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha história

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum