Últimos assuntos
» Eu não sei mais o que fazer
Ontem à(s) 21:30 por rafaelvoodoo

» Depois do desespero
Ontem à(s) 20:21 por rafaelvoodoo

» Desmame de Alprazolam 0,25
Ontem à(s) 14:03 por Ingrid_K

» Quando a minha mente chegou ao limite...
Ontem à(s) 02:17 por Cristiane Aparecida Lessa

» Desmame Sertralina
Ontem à(s) 02:09 por Cristiane Aparecida Lessa

» desmame Sertralina
Ontem à(s) 01:56 por Cristiane Aparecida Lessa

» Ansiedade/ disturbio mental
Ter Abr 25 2017, 19:03 por ester

» Ataques de Pânico e Agorafobia
Seg Abr 24 2017, 17:20 por guevara

» opressão vs depressão
Dom Abr 23 2017, 22:54 por 1006

» Depois do desespero
Dom Abr 23 2017, 22:17 por lanaKayle

Quem está conectado
13 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 13 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 52 em Sab Fev 01 2014, 18:10

triste vida

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

triste vida

Mensagem por Kity em Ter Set 17 2013, 16:47

....
Que triste vida é esta?
... sinceramente não sei o que ando aqui a fazer?... a vocês não vos acontece o mesmo?
parece que ando a pisar ovos...perdida...
julgava que quando crescesse encontrava esta resposta, mas, afinal, parece que não...continuo tão, ou mais perdida do que antes, a diferença é que agora já não vivo com os pais e tenho uma casa para governar (ou seja, tenho responsabilidades e agr já não posso fugir...) .... só me apetece isolar, viver num sitio onde esta sociedade e estes meus problemas "internos" não sobrevivessem....
Sinto que ando a desperdiçar a minha vida...sei que devo ser forte...sei que estes pensamentos só me fazem mal mas, não tenho força para lutar contra eles...tudo á minha volta só me manda para baixo... queria fzr um reset á minha cabeça medíocre.... começar de novo....
Ando bem e volta e meia pimba... queria ser livre entendem? livre de preocupações, livre desta responsabilidade que dá comigo em louca... livre dos nervos de andar de carro...do trânsito...de ter de ser simpática qd no fundo quero é que se fod.... não me sinto feliz em lado nenhum, mesmo tendo o que algumas pessoas dizem tudo para o ser!!!

ninguém tem ideias para um grande negócio? Lol sair da crise! sair das "nossas crises"....

desculpem...
:/
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por db em Ter Set 17 2013, 17:23

emigrar ???? se nao estas bem porcura melhor, so depende de ti nao é ???

porque nao procurar trabalho no estrangeiro ??? mudar de ares mudar de vida...

_________________
360
avatar
db

Mensagens : 521
Reputação : 54
Data de inscrição : 16/11/2012
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Tuxa em Ter Set 17 2013, 18:09

Olá Kity !

Antes de mais olha à tua volta... há bem mais piores do que nós, não te parece ?
Também tenho andado em baixo, uns dias bem, outros menos...
Emigrar, como diz o db pode ser uma solução, no entanto o que te vai na alma, não desaparece só por mudares de País...
Temos, antes de mais, e falo também por mim, que ter força para enfrentar todas as adversidades que surgem. Ter força para lidar com todos aqueles que por vezes nos fazem ir ainda mais para baixo. Ter força para sorrir quando na verdade nos apetece chorar...
Esta semana, tive a prova, que nem a nossa própria familia acredita nos nossos medos, pensam que é frescura, pensam que se pode tratar facilmente, só com pensamento positivo...
E depois há dias assim, como estás hoje...que temos que encarar a realidade e perceber que afinal de vez em quando vamo-nos abaixo...
Quando precisares de apoio, tens-nos a nós aqui no Forum, para desabafar...

Muita Força Smile

Tuxa

Mensagens : 59
Reputação : 24
Data de inscrição : 12/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qua Set 18 2013, 10:50

db escreveu:emigrar ???? se nao estas bem porcura melhor, so depende de ti nao é ???

porque nao procurar trabalho no estrangeiro ??? mudar de ares mudar de vida...



Já pensei nisso....mas logo agr que me juntei....e tenho de ajudar os meus pais em relação ao meu irmão, eles precisam muito de mim... agr só se fosse por algo mto bom, com contrato e tudo....já não me posso simplesmente aventurar, tenho aqui tudo....
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qua Set 18 2013, 10:52

Tuxa escreveu:Olá Kity !

Antes de mais olha à tua volta... há bem mais piores do que nós, não te parece ?
Também tenho andado em baixo, uns dias bem, outros menos...
Emigrar, como diz o db pode ser uma solução, no entanto o que te vai na alma, não desaparece só por mudares de País...
Temos, antes de mais, e falo também por mim, que ter força para enfrentar todas as adversidades que surgem. Ter força para lidar com todos aqueles que por vezes nos fazem ir ainda mais para baixo. Ter força para sorrir quando na verdade nos apetece chorar...
Esta semana, tive a prova, que nem a nossa própria familia acredita nos nossos medos, pensam que é frescura, pensam que se pode tratar facilmente, só com pensamento positivo...
E depois há dias assim, como estás hoje...que temos que encarar a realidade e perceber que afinal de vez em quando vamo-nos abaixo...
Quando precisares de apoio, tens-nos a nós aqui no Forum, para desabafar...

Muita Força Smile

Sim, sempre fui de fugir...e sempre reparei que os problemas sempre voltavam....
obrigada pelas tuas palavras...foi isso k fiz, em vez de me cortar...falo, desabafo com vocês!...
Obrigada!
Smile
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por ousadia em Qua Set 18 2013, 13:27

Encontrei por acaso um blog que em termos de depressão coloca insights incríveis : depressaodrepre.blogspot.pt     Isto não não é publicidade, nem concorrência, acho que todas as opiniões e partilhas de experiências são boas. Cada caso é um caso,  todos devem procurar a ajuda e os conselhos de um profissional  de saúde, credenciado e com as habilitações e especialidade da Ordem dos Médicos ou de outra Ordem Profissional (reconhecida pelo Estado Português),  legalmente exigidas para o exercício da sua atividade ( nomeadamento para a receita, ou retirada de medicação, ou outra substância ).  Eu não sou médico, nem terapeuta, nem sequer expert na matéria - faço parte do clube dos depressivos e vivo um dia de cada vez Smile


Última edição por ousadia em Qua Set 18 2013, 14:03, editado 1 vez(es)

ousadia

Mensagens : 37
Reputação : 3
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por heavenhell em Qua Set 18 2013, 14:01

Falo por mim sinto-me da mesma forma, cheia de responsabilidades. Tenho fugido dos problemas dormindo, vendo filmes (no fundo é uma forma de estar a viver noutra realidade que não seja a minha) e brincando com o meu cão...ele é tão mais simples e engraçado e amoroso que a maioria das pessoas lol Não há problemas no mundo dele, só dormir, comer e fazer tocas no jardim para esconder os ossos ou roubar chinelos para chamar a atenção LOL 

Eu já pensei várias vezes na possibilidade de emigrar nem que seja por apenas alguns meses e depois voltar, queria estar distante daqui e ter uma experiencia diferente conhecer outro tipo de pessoas. Adorava faze-lo, mas tens razão quando dizes que não é muito bom saltar assim do nada...Pelo menos tens que ter algum amigo ou familiar no sitio para garantir que se as coisas correrem mal tens alguem a quem recorrer...

heavenhell

Mensagens : 177
Reputação : 16
Data de inscrição : 22/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por ousadia em Qua Set 18 2013, 14:15

Isso faz parte do quadro, emigrar para resolver problemas, mas isso só resulta se os nossos problemas forem exclusivamente económicos. Se estamos a falar de emoções, de sentimentos, de desequilíbrios bioquímicos ou fisiológicos bem, isso está colado na nossa pele e vai connosco para todo o lado. Para resolver problemas temos que resolver um a um, muitas vezes estamos 5 anos a acumular problemas, num estado de quietude onírica e de repente queremos resolver tudo numa semana. Dá buraco e entramos em desânimo. Um a um é a receita Smile 

ousadia

Mensagens : 37
Reputação : 3
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qua Set 18 2013, 14:54

ousadia escreveu:Encontrei por acaso um blog que em termos de depressão coloca insights incríveis : depressaodrepre.blogspot.pt     Isto não não é publicidade, nem concorrência, acho que todas as opiniões e partilhas de experiências são boas. Cada caso é um caso,  todos devem procurar a ajuda e os conselhos de um profissional  de saúde, credenciado e com as habilitações e especialidade da Ordem dos Médicos ou de outra Ordem Profissional (reconhecida pelo Estado Português),  legalmente exigidas para o exercício da sua atividade ( nomeadamento para a receita, ou retirada de medicação, ou outra substância ).  Eu não sou médico, nem terapeuta, nem sequer expert na matéria - faço parte do clube dos depressivos e vivo um dia de cada vez Smile

olá ousadia, gostei de ver o blogue, obrigada por partilhares!
Smile
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qua Set 18 2013, 14:57

heavenhell escreveu:Falo por mim sinto-me da mesma forma, cheia de responsabilidades. Tenho fugido dos problemas dormindo, vendo filmes (no fundo é uma forma de estar a viver noutra realidade que não seja a minha) e brincando com o meu cão...ele é tão mais simples e engraçado e amoroso que a maioria das pessoas lol Não há problemas no mundo dele, só dormir, comer e fazer tocas no jardim para esconder os ossos ou roubar chinelos para chamar a atenção LOL 

Eu já pensei várias vezes na possibilidade de emigrar nem que seja por apenas alguns meses e depois voltar, queria estar distante daqui e ter uma experiencia diferente conhecer outro tipo de pessoas. Adorava faze-lo, mas tens razão quando dizes que não é muito bom saltar assim do nada...Pelo menos tens que ter algum amigo ou familiar no sitio para garantir que se as coisas correrem mal tens alguem a quem recorrer...

Obrigada heavenhell,
Sei que não sou a única... mas isso não faz de mim mais feliz...tb tenho um cão e um namorado de quem gosto muito (embora sejamos mto diferentes) e largar isso só para ver se fico melhor....não me parece uma boa solução.... tenho de aprender a lidar melhor com os meus pensamentos/sentimentos e tentar concentrar-me um pouco mais em mim o que por si só já me é mto difícil pk sempre pensei mais no bem estar dos outros e tb é por isso k sofro tanto qd estes me magoam, mm k seja sem querer....
Gostava de mudar....
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qua Set 18 2013, 14:58

ousadia escreveu:Isso faz parte do quadro, emigrar para resolver problemas, mas isso só resulta se os nossos problemas forem exclusivamente económicos. Se estamos a falar de emoções, de sentimentos, de desequilíbrios bioquímicos ou fisiológicos bem,  isso está colado na nossa pele e vai connosco para todo o lado. Para resolver problemas temos que resolver um a um, muitas vezes estamos 5 anos a acumular problemas, num estado de quietude onírica e de repente queremos resolver tudo numa semana. Dá buraco e entramos em desânimo. Um a um é a receita Smile 


É ousadia, tenho mm de fazer essa receita...mas ela é tão complicada....
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por heavenhell em Qua Set 18 2013, 15:04

É verdade o que dizes. No meu caso a maior dificuldade em emigrar seria deixar o meu cão e o meu irmão mais novo. Mas o meu irmão tem os meus pais e poderiamos comunicar pela net... De resto não tenho grandes amarras aqui a não ser o sentimento da zona de conforto, por isso para mim emigração é um sonho e não uma fatalidade como é para muitas pessoas que são obrigadas a faze-lo e não querem porque isso implica separarem-se de outras pessoas que gostam. No meu caso é por razões económicas, penso que só por isso me ia ajudar indirectamente a melhorar em termos emocionais. No entanto também tenho razões emocionais para querer emigrar, sinto-me presa aqui na minha vida gostava de ter uma nova prespectiva que permitisse ter força para fazer certas coisas que até agora não consegui...Precisava de uma mudança senão continuo sempre no mesmo sitio e quanto menos me mexo menos vontade tenho de me mexer lol Sad Pela minha curta experiencia de vida, o ano em que estive activa e em que trabalhava foi o melhor ano em termos emocionais para mim. A partir do momento em que comecei a estudar fiquei com mais tempo livre e desde então as coisas só tem piorado bastante. 

Trabalhas ou estudas neste momento? Tens alguma ocupação?

heavenhell

Mensagens : 177
Reputação : 16
Data de inscrição : 22/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por heavenhell em Qua Set 18 2013, 15:16

ousadia escreveu:Isso faz parte do quadro, emigrar para resolver problemas, mas isso só resulta se os nossos problemas forem exclusivamente económicos. Se estamos a falar de emoções, de sentimentos, de desequilíbrios bioquímicos ou fisiológicos bem,  isso está colado na nossa pele e vai connosco para todo o lado. Para resolver problemas temos que resolver um a um, muitas vezes estamos 5 anos a acumular problemas, num estado de quietude onírica e de repente queremos resolver tudo numa semana. Dá buraco e entramos em desânimo. Um a um é a receita Smile 
Pois é... Já me tinham dito isso: não interessa para onde fores vais ser sempre igual. Na altura achei que a pessoa tinha razão, agora nem tanto. Tenho razões economicas para querer emigrar e essas razões influenciam bastante o meu estado depressivo, por isso se fossem resolvidas já seria uma ajuda. Não tenho ataques de pânico nem problemas de saúde graves, isto é todos os meus problemas tem uma causa bem concreta surgem por um motivo, quando tenho ataques são por causa de algo em particular não surgem assim do nada. Sinto-me isolada do mundo e ansiosa de cada vez que tenho que sair de casa, mas isso só ocorre porque tenho estado mesmo muito isolada. Se tivesse uma vida com mais estimulos, já me adaptaria melhor. Quando trabalhava e deixei o trabalho para ir estudar, foi muito mais fácil fazer a transição (apesar de ser tudo novo) do que nos anos seguintes fazer a transição férias-novo ano lectivo. Porque? Já estava habituada a mexer-me, por isso apesar de ser sempre dificil adaptação a um novo local estava muito mais preparada. Quanto mais tempo fico em casa quieta mais dificil é depois conseguir fazer as coisas, perde-se capacidades sociais e fica-se sem vontade de fazer nada. É um ciclo vicioso em que inércia leva a mais inércia...Nesse ponto emigrar ia-me obrigar a quebrar o ciclo de inércia e melhorar as minhas capacidades sociais. Pelo menos acredito nisso. 
Adicionalmente tenho motivações sociais e políticas. Por um lado, sinto-me bastante desiludida com o funcionamento deste país, frustrada e enraivecida até. Por outro lado, adoraria conhecer uma nova cultura, uma nova lingua, e depois trazer a experiencia para aqui...
O meu unico problema actualmente que não depende do meu controlo exclusivo (mas sim da quimica do meu corpo) é a dependencia em benzodiazepinas, mas o desmame pode-se fazer em qualquer pais, se calhar até com melhor acompanhamento médico, dependendo do país.


Bem mas já tenho um topico onde falo de mim este é da Kity Smile

heavenhell

Mensagens : 177
Reputação : 16
Data de inscrição : 22/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por ousadia em Qua Set 18 2013, 16:00

Heavenhell, tens que sair do isolamento, arranja o pretexto mais criativo mas sai, tu tens o insight.  Vou contar.te um episódio maluko até para alegrar o ambiente : se me perguntares o que gosto de fazer, eu respondo : NADA . No entretanto, tenho bons amigos  e um deles mete.me na dança, estás a ver eu não gosto nada, aquela dúvida, vou, não vou, não vou ... eh,pá, anda lá...fui e gostei, agora além de chikung, também pratico dança, já fiz psicodrama e acredita que ainda vou pescar Smile Bora lá, heaven , kity e demais companheiros .


Última edição por ousadia em Qua Set 18 2013, 16:13, editado 1 vez(es)

ousadia

Mensagens : 37
Reputação : 3
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Vitor em Qua Set 18 2013, 16:12

Chikung é muito bom aconselho.

_________________
As minhas intervenções neste forum não visam de modo algum substituir o acto médico. Baseiam-se na minha experiência pessoal, de participantes deste forum e de outros. Cabe a cada participante do forum procurar aconselhamento médico, psicólogo ou outro pessoal qualificado.
avatar
Vitor
Moderador
Moderador

Mensagens : 875
Reputação : 81
Data de inscrição : 18/01/2012
Localização : Algarve

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por heavenhell em Qua Set 18 2013, 16:38

Ousadia, como é psicodrama?

heavenhell

Mensagens : 177
Reputação : 16
Data de inscrição : 22/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qua Set 18 2013, 16:42

heavenhell escreveu:É verdade o que dizes. No meu caso a maior dificuldade em emigrar seria deixar o meu cão e o meu irmão mais novo. Mas o meu irmão tem os meus pais e poderiamos comunicar pela net... De resto não tenho grandes amarras aqui a não ser o sentimento da zona de conforto, por isso para mim emigração é um sonho e não uma fatalidade como é para muitas pessoas que são obrigadas a faze-lo e não querem porque isso implica separarem-se de outras pessoas que gostam. No meu caso é por razões económicas, penso que só por isso me ia ajudar indirectamente a melhorar em termos emocionais. No entanto também tenho razões emocionais para querer emigrar, sinto-me presa aqui na minha vida gostava de ter uma nova prespectiva que permitisse ter força para fazer certas coisas que até agora não consegui...Precisava de uma mudança senão continuo sempre no mesmo sitio e quanto menos me mexo menos vontade tenho de me mexer lol Sad Pela minha curta experiencia de vida, o ano em que estive activa e em que trabalhava foi o melhor ano em termos emocionais para mim. A partir do momento em que comecei a estudar fiquei com mais tempo livre e desde então as coisas só tem piorado bastante. 

Trabalhas ou estudas neste momento? Tens alguma ocupação?

Trabalho!
É verdade que quando estás ocupada a vida te corre melhor...mas o pior é se o teu trab não exige isso....
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qua Set 18 2013, 16:44

heavenhell escreveu:
ousadia escreveu:Isso faz parte do quadro, emigrar para resolver problemas, mas isso só resulta se os nossos problemas forem exclusivamente económicos. Se estamos a falar de emoções, de sentimentos, de desequilíbrios bioquímicos ou fisiológicos bem,  isso está colado na nossa pele e vai connosco para todo o lado. Para resolver problemas temos que resolver um a um, muitas vezes estamos 5 anos a acumular problemas, num estado de quietude onírica e de repente queremos resolver tudo numa semana. Dá buraco e entramos em desânimo. Um a um é a receita Smile 
Pois é... Já me tinham dito isso: não interessa para onde fores vais ser sempre igual. Na altura achei que a pessoa tinha razão, agora nem tanto. Tenho razões economicas para querer emigrar e essas razões influenciam bastante o meu estado depressivo, por isso se fossem resolvidas já seria uma ajuda. Não tenho ataques de pânico nem problemas de saúde graves, isto é todos os meus problemas tem uma causa bem concreta surgem por um motivo, quando tenho ataques são por causa de algo em particular não surgem assim do nada. Sinto-me isolada do mundo e ansiosa de cada vez que tenho que sair de casa, mas isso só ocorre porque tenho estado mesmo muito isolada. Se tivesse uma vida com mais estimulos, já me adaptaria melhor. Quando trabalhava e deixei o trabalho para ir estudar, foi muito mais fácil fazer a transição (apesar de ser tudo novo) do que nos anos seguintes fazer a transição férias-novo ano lectivo. Porque? Já estava habituada a mexer-me, por isso apesar de ser sempre dificil adaptação a um novo local estava muito mais preparada. Quanto mais tempo fico em casa quieta mais dificil é depois conseguir fazer as coisas, perde-se capacidades sociais e fica-se sem vontade de fazer nada. É um ciclo vicioso em que inércia leva a mais inércia...Nesse ponto emigrar ia-me obrigar a quebrar o ciclo de inércia e melhorar as minhas capacidades sociais. Pelo menos acredito nisso. 
Adicionalmente tenho motivações sociais e políticas. Por um lado, sinto-me bastante desiludida com o funcionamento deste país, frustrada e enraivecida até. Por outro lado, adoraria conhecer uma nova cultura, uma nova lingua, e depois trazer a experiencia para aqui...
O meu unico problema actualmente que não depende do meu controlo exclusivo (mas sim da quimica do meu corpo) é a dependencia em benzodiazepinas, mas o desmame pode-se fazer em qualquer pais, se calhar até com melhor acompanhamento médico, dependendo do país.


Bem mas já tenho um topico onde falo de mim este é da Kity Smile


Não tem qualquer problema ás vezes até se aprende mais quando falamos dos outros e os ouvimos! Estás á vontade! Smile
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por heavenhell em Qua Set 18 2013, 16:45

Trabalho!
É verdade que quando estás ocupada a vida te corre melhor...mas o pior é se o teu trab não exige isso....
Como assim? É um trabalho pouco activo com muito tempo livre?

heavenhell

Mensagens : 177
Reputação : 16
Data de inscrição : 22/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qua Set 18 2013, 16:46

heavenhell escreveu:
Trabalho!
É verdade que quando estás ocupada a vida te corre melhor...mas o pior é se o teu trab não exige isso....
Como assim? É um trabalho pouco activo com muito tempo livre?

Sim...pouco ativo, não exige quase nada de mim....tenho demasiado tempo livre que só me faz mal...aí os pensamentos atacam.....qd estou ocupada é uma maravilha, mas isso é raro....
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por heavenhell em Qua Set 18 2013, 17:36

Pois assim é chato, mas há a oportunidade de ocupares esse tempo livre com alguma actividade a teu gosto ou tens que estar sempre no local de trabalho, como por exemplo se fosse no balcão de uma loja?

No meu caso era um call center, geralmente estava sempre a atender chamadas e quando não estava podia falar com os colegas...

heavenhell

Mensagens : 177
Reputação : 16
Data de inscrição : 22/08/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por ousadia em Qua Set 18 2013, 22:11

Heavenhell, desculpa só agora responder, mas a pergunta está tanto no topo que nem reparei . Ora, fiz psicodrama  durante um ano e continuaria, não fosse a falta de tempo. O psicodrama tem como palco um tapete   grande onde se desenrola a terapia. primeiro sentados em redor do tapete os participantes (50%homens, 50% mulheres +/-) falam nos seus problemas, ansiedades, angústias, ataques de pânico, etc,etc. Depois o psiquiatra dá início a uma série de jogos e tomando por base a conversa inicial faz a dramatização do problema de um dos participantes e todos (todos, isto é importante) colaboram desempenhando um papel. no final cada um fala sobre a experência que viveu (e sobre o papel dos outros :emoções, movimentos, coisas que descobriu, etc.) e a sessão finaliza com a análise de um terapeuta presente (psicólogo, formador de psicodrama) e com a análise do psiquiatra . Para resultar, os pacientes despedem-se não há troca de números de  telemóveis, nem mails, nem moradas, nem face, nem conversas fora do tapete, isto para que não haja qualquer tipo de inibições, nem que germinem os encontros de café . O que acontece, logo nos jogos entras no FLUIR aquele estado onde esqueces tudo e estás 100% presente no tapete, logo a seguir ao dramatizares afloras aquilo que verdadeiramente é a causa do problema. Tenho sentido muito a falta da terapia, até porque o grupo que eu integrava tinha uma perfomance espetacular . Quando puder vou continuar, aquela hora e meia era um fluir completo, quase um êxtase.

ousadia

Mensagens : 37
Reputação : 3
Data de inscrição : 02/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Kity em Qui Set 19 2013, 19:58

heavenhell escreveu:Pois assim é chato, mas há a oportunidade de ocupares esse tempo livre com alguma actividade a teu gosto ou tens que estar sempre no local de trabalho, como por exemplo se fosse no balcão de uma loja?

No meu caso era um call center, geralmente estava sempre a atender chamadas e quando não estava podia falar com os colegas...


Não posso sair do sitio, embora ás vezes tenha outros postos...posso fazer ou desenvolver a minha atividade intelectual, tenho acesso á net...faço e tenho projetos, mas quando chego a casa, como estou cansada nada faço....
avatar
Kity

Mensagens : 622
Reputação : 146
Data de inscrição : 16/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: triste vida

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum