Últimos assuntos
Quem está conectado
16 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 16 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

Desespero, ajudem-me

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Desespero, ajudem-me

Mensagem por danilopess em Sex Out 11 2013, 22:17

Olá, o meu nome é Daniela e tenho 23 anos. Nunca fui de expor a minha vida ou de dizer aquilo que sentia mas neste momento já não sei o que fazer.
Sou estudante universitária e até ao ano passado achava que era feliz, sempre tive dificuldades financeiras mas até gozava com isso e pensava sempre positivamente, tinha os meus amigos, era uma pessoa ambiciosa e acabava sempre por conseguir tudo o que queria, até que as coisas simplesmente desabaram.
Em primeiro lugar o meu padrasto perdeu o emprego, por esse motivo tive que faltar aos exames da faculdade porque estudo longe do local onde vivo e não tinha mais dinheiro para a renda da casa e nem sequer para os transportes, assim perdi a bolsa de estudo. Em seguida, os meus pais tomaram a decisão de ir viver para frança e tentarem arranjar um emprego melhor e conseguir pagar as dividas, aceitei prontamente a decisão deles e dei-lhes todo o meu apoio. No entanto, as coisas não estão a correr como esperado, eles não conseguem emprego e nem dinheiro tem para voltar para Portugal.
Neste momento nem sei explicar bem tudo o que tem vindo a acontecer nos últimos tempos, sinto-me péssima, os pais do meu namorado pagaram-me a renda da casa e eu quase não meto os pés nas aulas, passo dias inteiros deitada e sem vontade para nada, não tenho quase dinheiro para comer e praticamente tudo o que como vomito a seguir. O meu namorado já não me consegue aturar, vivemos juntos durante a semana na faculdade e ele está farto que eu não faça nada o dia inteiro e que eu não tenha vontade para nada e acaba a dizer-me coisas horríveis, que eu não sirvo para nada e que não mereço nada entre outras, acha que não gosto dele e que tenho outra pessoa porque nunca tenho vontade de estar com ele, não consigo falar com a minha mãe porque nem eles nem eu temos dinheiro para ligarmos, sinto uma falta enorme dela, o meu pai morreu com cancro quando era mais nova e desde ai temos uma ligação mesmo muito grande e eu agora nem sei se ela está bem ou não. Chego a casa ao fim de semana e é horrível não a ter cá, e estar nesta casa enorme sozinha. Estou constantemente a pensar que nunca mais a vou ver, e sinto-me sempre sozinha. Não sei mais o que fazer, sinto-me horrível, não gosto da pessoa que me tornei e não consigo mudar isso. Passo as noites em branco e depois durmo quase o dia todo, não consigo estudar, não consigo mexer-me, estar com outras pessoas faz-me sentir mal e cada vez que os meus amigos me convidam para algo eu tenho que responder que não tenho dinheiro. Não sei o que fazer da minha vida, não sei como reagir a tudo o que está a acontecer. Sei que tenho que estudar e acabar o meu curso custe o que custar, mas não consigo e isso faz-me odiar-me a mim mesma cada vez mais.

danilopess

Mensagens : 2
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Desespero, ajudem-me

Mensagem por Brick em Sex Out 11 2013, 23:24

Olá Daniela!

AS pessoas bem ou mal, habituaram-se a pensar que podiam continuar a estudar como se fosse obrigatório, mas ir para a faculdade acarreta outras despesas, propinas, rendas, noitadas, e sabemos que hoje em dia, a maior parte das famílias não pode suportar esses encargos. Quero com isto dizer que se não tens dinheiro, o melhor que tens a fazer é deixar o curso em stand-by, arranjar um emprego cá ou fora de Portugal. eu percebo a tua visão neste momento e passei por isso em 2002. Estudava e surgiu uma oportunidade de trabalho, podia hoje ser director de uma empresa reconhecida e agora ando aqui aos tombos porque optei por acabar o curso, como se me tivesse valido de alguma coisa. A minha mente só tinha uma direcção, curso curso e curso, não queria saber de mais nada. E isso está a ser também o teu problema. Neste momento teria aceitado o emprego e mesmo sem curso estaria bem melhor do que hoje com curso. Os cursos não garantem futuro, a não ser que estejas a tirar medicina, e mesmo esse, daqui a uns anos não sei não...

_________________
Não sou médico! Todas as informações prestadas sobre desmames têm como base uma experiência pessoal com antidepressivos e ansiolíticos e não substituem as recomendações dadas por pessoal qualificado!(Psiquiatra ou Médico de Família)
avatar
Brick
Admin
Admin

Mensagens : 5394
Reputação : 550
Data de inscrição : 29/10/2010
Localização : Viseu

Ver perfil do usuário http://www.ansiosos.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Desespero, ajudem-me

Mensagem por danilopess em Sex Out 11 2013, 23:55

Desde já obrigada pela resposta, isso já me passou pela cabeça muitas vezes, arranjar um emprego e deixar de viver neste impasse e com tantas dificuldades mas isso para a minha mãe é a maior desilusão da vida dela, ela quer tanto ou mais do que eu que eu acabe o curso. Além disso, tenho muito medo de ninguém me chamar para trabalhar ou de fazer asneira, neste momento não sou uma pessoa muito desenrascada, nem sequer me sinto à vontade para entrar num estabelecimento publico quanto mais trabalhar num, quando saio a rua tenho a sensação que toda a gente consegue perceber o que se passa, que as pessoas conseguem ver aquilo que sinto e não consigo lidar com ninguém. Tenho medo até de ir despejar o lixo sozinha, eu sei que isto não é nada normal mas não o consigo evitar :s

danilopess

Mensagens : 2
Reputação : 2
Data de inscrição : 11/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Desespero, ajudem-me

Mensagem por Paciente em Sab Out 12 2013, 04:39

Olá danilopess,

Começo por te dizer que li o teu relato com uma enorme tristeza, sabendo, pelo facto que a tua história ou o que se está a passar contigo neste momento se identifique comigo, principalmente na parte em que falta a porcaria do dinheiro. Crying or Very sad
Estou realmente muito triste e emocionado pelo que li, por saber que uma rapariga tão jovem, e tão bem encaminhada na vida, (seguindo o percurso académico) e que está a tentar lutar por isso, com muitos poucos meios, se veja tão "entalada", de "mãos atadas" nesta vida tão injusta!e que nada possa fazer. No 

Eu próprio tenho passado os meus dias, bastante parecido com os teus, (e tenho 25 anos) sendo que praticamente são passados na cama ou em frente ao Pc! Mas grande parte do Tempo, só durmo, durmo, e durmo...Sempre sem vontade de fazer algo ou simplesmente de Lutar por uma nova Vida, pois tenho a sensação de que as forças acabaram Crying or Very sad 
Passo também muitas noites em branco, como podes ver pela hora em que estou a escrever este Post.

Tenho muito receio que acabes por entrar numa depressão (acredita que não te quero de todo assustar, mas sim alertar). Pois eu acho que já entrei numa e nem sequer dei por isso...
Mas todas essas hesitações de que falas, como não saberes o que fazer, ou não teres vontade para fazer nada, como em estares prestes a ficar com a renda da casa por pagar, prestes a ficares sem comida, a entrares num enorme impasse por não conseguires falar com a tua Mãe (sabendo que existe uma enorme ligação entre vós) e por a tua relação amorosa estar complicada. Não pior mas muito complicado, é não encontrares qualquer Solução para os teus problemas!

Eu nem consigo encontrar palavras para expressar o meu sentimento, mas gostava de te dizer que tens de ter muita: Força, Ânimo, alegria, Coragem, esperança...
Só que tenho a sensação de que essas palavras que acabo de te escrever, sejam ainda escassas Crying or Very sad . Mas simplesmente não encontro melhor, não consigo mesmo.
Apenas imagino tudo o que li sobre o teu Relato, apenas isso.


Eu só de imaginar e de saber que também posso estar prestes a entrar na mesma situação, em colapso absoluto, deixa-me completamente arrasado, como se mais uma vez fosse bater no "fundo do poço" No 

Contudo, tenho uma enorme vontade de fazer alguma coisa por ti, ou seja, tudo o que estiver ao meu alcance!Wink  Para te conseguir fazer erguer!
A única forma que encontro neste momento, não é que tenha muito, porque não tenho, mas era ajudar-te financeiramente, ou na alimentação, ou noutro bem qualquer de que necessites. (sei que não é muita a ajuda, principalmente financeira mas acredita que te ajudo de todo o meu coração!)


Se aceitares a minha ajuda, ou não, envia-me uma PM Wink 






Cumprimentos e muita força rapariga! Wink

_________________
Relax Take your Time
avatar
Paciente

Mensagens : 100
Reputação : 10
Data de inscrição : 18/07/2013
Idade : 28
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Desespero, ajudem-me

Mensagem por Paciente em Sab Out 12 2013, 05:32

danilopess,

 Sobre o teu 2º post...
Eu também não sou um tipo desenrascado, sou bastante tímido até, o que me condiciona bastante na minha vida.
Como em ir á procurar de emprego, tratar de assuntos fora de casa, ir a uma repartição de Finanças, supermercados, etc...(mas isto também já tem a ver com o meu sintoma de Fobia Social).
Mas para as outras pessoas, fazerem este tipo de coisas, é mais que normal (como é óbvio).
Só que nunca ninguém pensa que poderemos sofrer de algo, ou de estarmos mal com a vida, pelo simples facto de não conseguirmos ir á procura de emprego, porque nos sentimos mal com o "olhar de julgamento" das outras pessoas Crying or Very sad .   E Isto é o que se passa comigo, é isto que eu sinto!

Tenho também muita vergonha de ir despejar o lixo á rua, ou simplesmente de sair de casa.
E como podes ver, não é assim tão anormal, ou seja, não te encontras só, por isso, é uma das coisas que não consigo evitar é esta.
E tenho essa vergonha, porque tenho a certeza que os vizinhos, se apercebem da situação.
Quem diz os vizinhos, diz o bairro inteiro, porque eu só me estava a referir aos vizinhos do meu prédio, mas sei bem que o bairro inteiro sabe do que se passa...Já me cruzei com alguns e quase que nos "comem com aquele olhar de matador".
Se bem que se deviam preocupar mais com a vidinha deles e não tanto com a minha ou da minha Família, (como já apanhei muitos a falar por trás), mas enfim... São pessoas que estão bem na vida, que não lhes falta nada, têm bons carros, boas casas, vestem-se do bom e do melhor, fazem sempre Grandes Férias, etc...
Por isso, como é que eles alguma vez irão pensar da forma como eu penso? Só se um dia começarem com ataques de Pânico, ou caírem numa Depressão, aí sim, já acredito que talvez pudessem dar algum valor á vida e também ás outras pessoas que tanto olham de lado. Ou da próxima vez que fossem falar de mim e da minha Família já pensassem duas vezes Neutral 


Se conseguires ganhar coragem, ou melhor, se conseguires enfrentar a entrada num estabelecimento publico, para procurares um emprego, penso que era o melhor para ti neste momento, pois a tua situação financeira é prioritária!
Desculpa dizer-te isto, sabendo eu que queres tanto progredir nos teus estudos e que é sem dúvida a melhor alegria da tua Mãe, mas é o melhor que encontro para ti.
Ou então faz como o Membro Brick te disse, deixa os estudos em standby e tenta arranjar um trabalhinho, para teres algum dinheiro. Pois é por causa dessa porcaria € que de tanto precisamos e que divide tanto os parâmetros económico-sociais, que nos encontramos neste estado de enorme desigualdade e profunda miséria Crying or Very sad 



Contudo, gostava muito que tentasses levantar essa cabeça pela tua Mãe! Wink 





Cumprimentos!

_________________
Relax Take your Time
avatar
Paciente

Mensagens : 100
Reputação : 10
Data de inscrição : 18/07/2013
Idade : 28
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Olá

Mensagem por Convidado em Seg Out 28 2013, 06:25

Olá, Daniela!

A resposta está dentro de ti. Pode ainda não ter surgido, mas está dentro de ti. Saber porque estás nesse estado de inércia.

Objectivamente. Acho que podes acabar o teu curso, e não ter que abandoná-lo. Porque os pais do teu namorado apoiam-te financeiramente.

Tens é de descobrir porque não consegues reagir. Observa quais são os teus pensamentos quando estás na cama. O tema das tuas ruminações são a resposta ao problema.

Ninguém te vai conseguir dar uma resposta, conhecendo umas breves linhas sobre a tua situação. Mesmo para quem está mais próximo de ti e te conhece é difícil perceber o que se passa.

Obriga-te a sair da cama de vez em quando para fazer alguma tarefa. Obriga-te mesmo.

Tem cuidado na tua relação com o teu namorado. Os outros por mais que gostem de nós, chegam a um ponto em que se fartam de nós.

Se quiseres fala comigo mandando uma mensagem. Talvez possa ajudar. Espero por isso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Desespero, ajudem-me

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum