Últimos assuntos
» O meu relato.
Ontem à(s) 23:17 por 1006

» Literatura
Ontem à(s) 21:44 por viper

» Clínica da Mente - Alerta com base na minha (má) experiência
Ontem à(s) 20:54 por viper

» Victan - desmame-
Ter Fev 21 2017, 23:13 por viper

» Hipnose Condicionativa
Ter Fev 21 2017, 11:57 por caferreira

» Preciso da vossa opinião
Seg Fev 20 2017, 21:10 por twiggysp

» LINKS, INFORMAÇÕES ÚTEIS E NOVIDADES
Sab Fev 18 2017, 21:20 por 1006

» Urgente!!!! Gotas
Sab Fev 18 2017, 20:06 por Brick

» Redenção e Incompreensão
Sab Fev 18 2017, 14:19 por 1006

» Eu tenho uma síndrome?
Qui Fev 16 2017, 20:03 por viper

Quem está conectado
7 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 7 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 52 em Sab Fev 01 2014, 18:10

Ansiedade/Panico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ansiedade/Panico

Mensagem por PedroR em Sex Set 23 2011, 02:39

Muito boa noite a todos!

Pois bem..Eu chamo-me Pedro,tenho 22 anos e sou mais um recem chegado a esta comunidade onde espero encontrar respostas e tambem de alguma forma poder contribuir para questões relacionadas com este "pesadelo psicologico" que afecta a grande parte dos usuarios deste forum.

Resumidamente a minha historia é a seguinte...

Ate há bem pouco tempo eu era um jovem que vivia a vida de forma alegre e divertida como grande parte da juventude dos dias de hoje,ate que há sensivelmente 2 anos começa esta fase negra da minha vida..Começou com um nervosismo pequeno (algo que eu achava normal),passando por aquela ansiedade miudinha ate que nos dias de hoje virou um autentico pesadelo com imensos episodios de ataques de panico/ansiedade o que tem interferido com a minha vida tanto profissional como pessoal.Algo que ainda me custa a engolir quando eu recordo que ainda há poucos anos atras eu era um jovem super alegre,divertido,sociavel,aventureiro que fazia da vida o que qualquer jovem da minha idade fazia,socializar,divertir,etc..ate que nos dias de hoje não passa mesmo disso..PASSADO!! Pois são coisas que hoje em dia são muito dificieis de realizar,porque este maldito problema não dá treguas e tem interferido de uma forma quase constante,o que me impossiblita de fazer a vida que fazia ao ponto de estar a isolar-me de tudo so para evitar tais episodios.Pois bem..Há umas semanas atras,depois de varios ataques de panico/ansiedade sem nunca ter dado a devida atenção,passei por um dia infernal ao ter uma ansiedade acompanhada por panico fora de normal em pleno local de trabalho o que me obrigou a sair mais cedo e de imediato dirigir-me ao hospital da minha cidade.Depois de ter sido consultado pelo psiquiatra la vem a confirmação daquilo que eu esperava ser..Foi me receitado um anti-depressivo e um calmante (alprazolam).Tenho seguido o tratamento á risca,tendo ate pedido ferias para poder prestar a maxima atenção ao tratamento e de alguma forma poder descansar caso seja relevante para a boa actuação do tratamento,ate que..PIMBA!!Hoje mesmo mais um terrivel ataque de panico/ansiedade e para não variar mais uma vez interferiu com a minha vida pessoal e fez cancelar algo que tinha combinado.

Agora as minhas duvidas são as seguintes:

Com a experiencia de alguns usuarios aqui,pergunto se o tratamento é realmente credível e que possa ter a esperança deste problema ter melhoras ou mesmo resolução?(Pois ja começo a questionar-me se este tratamento vale realmente o esforço)

Peço tambem exemplos de ocupações,distracções,etc,que possam ate ter alguma contribuição para o tratamento ou melhorar a forma de lidar com este problema.

E pronto..Depois de mais este relato beijos,abraços e as melhoras para o pessoal Smile

PedroR

Mensagens : 18
Reputação : 1
Data de inscrição : 16/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ansiedade e pânico

Mensagem por zeta em Sex Set 23 2011, 07:35

Olá Pedro R,

Espero que por aqui encontres a resposta ou respostas favoráveis ao teu problema, que é o mais comum deste fórum: o ataque de pãnico.
Eu sei como é terrível porque infelizmente já os tive e não posso dizer que não voltarei a ter, apenas tento controlar o pânico e deixar rolar ,porque acaba sempre por terminar esse sufoco, as batidas cardiacas aceleradas, a tremideira etc não descrvo mais sintomas porque em vez de ajudar-te vou ,talvez atrapalhar, e não é essa a minha inteção.

Quando me senti pior ,em que era quase diário , fui a uma neurologista que para mim é tb psicóloga e fiz um tratamento com um anti depressivo MIRTAZAPINA e o VIctan(benzo) durante 9 meses ,e digo-te que nesses 9 meses só tive um AP logo no inicio do tratamento. Entretanto deixei o anti depressivo e tomo de vez em quando o victan e tenho me sentido mais ou menos, mas melhor que antes do tratamento, percebes? Agora é assim, o alprazolam é uma benzo que agarra muito e quando quiseres deixar vai ser um problemão....Mas tens que te informar com o teu médico e se não sentires segurança nele muda.

Mas também tens que aceitar esse problema que tens e quando aparece reconhecer que isso vai passar e não te alarmares tanto,porque já sabes o que é. Eu,pessoalmente tenho mais receio do que desconheço. E como tu sabes ninguém morre de ataque de pânico...Por isso vê o que é melhor para ti e segue em frente não és nem serás o único...

Boa Sorte e as melhoras


zeta
Moderador
Moderador

Mensagens : 860
Reputação : 120
Data de inscrição : 07/07/2011
Idade : 47
Localização : Guimaraes

Ver perfil do usuário http://rosette27.webnode.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por bichobrabo em Sex Set 23 2011, 17:42

Qual e a dosagem de alprazolam e do anti-depressivo que tomas?

Os químicos costumam resolver o problema temporáriamente. Basta achar as dosagens e príncipios activos certos. O problema é largá-los e voltar à vida normal sem sintomas. Há quanto tempo os tomas?

bichobrabo
Moderador
Moderador

Mensagens : 1507
Reputação : 131
Data de inscrição : 30/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ansiedade/Panico

Mensagem por PedroR em Sex Set 23 2011, 18:19

Viva,boa tarde a todos!

Bichobrabo!Comecei o tratamento há 3 semanas da seguinnte forma: citalopram 20mg 1 cp ao dia,e alprazolam 0,25 mg 3 metades ao dia.Na altura a psiquiatra disse que apos a primeira semana de tratamento eu podia ajustar a quantidade de alprazolam a 3 cp completos ao dia mas nunca o fiz porque na altura pensei ja estar a sentir melhoras e não queria habituar o oragnismo a uma carga tão pesada tambem ja a pensar nas complicações que poderia ter quando fosse a altura do desmame..Segundo li o desmame pode ser bastante complicado certo?
Achas que devo aumentar a dosagem a 3 cp ao dia de alprazolam?

Desde ja agradeço a atenção Smile

Cumprimentos a todos Smile

PedroR

Mensagens : 18
Reputação : 1
Data de inscrição : 16/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por bichobrabo em Sex Set 23 2011, 18:59

Provavelmente terás que aumentar a dose de alprazolam. Três metades dos comprimidos 0,25 mg são 0,37 mg, isto se percebi o que escreveste. É uma dose muito baixa de alprazolam, comparando com a dose máxima do cipralex que tomas (20 mg).

Isto se decidires continuar a tomar medicamentos. A parte boa é que se aumentares a dose de alprazolam vais provavelmente resolver o teu problema durante meses, ou até mesmo alguns anos. A parte má é que quanto mais tempo tomares, mais difícil vai ser o desmame, bem como podem surgir outros problemas. Na altura do desmame também é provável que os sintomas que te levaram a tomar os medicamentos apareçam de uma maneira aumentada e até podes sentir sintomas que nunca sentiste na tua vida. Na pior das hipóteses podes ficar com sequelas para o resto da tua vida, embora não aconteça com muita gente.

Isto dos medicamentos é uma questão de probabilidades, como deves ter reparado pelas vezes em que usei a palavra provavelmente. Uma coisa é certa: o desmame é sempre um período muito difícil.

Cabe-te a ti fazer uma opção. Eu, à tua semelhança, tive o meu 1.º ataque de pânico com 19 anos. Tomei alprazolam durante a maior parte deste últimos 16 anos, sem estar a par da problemática dos psicofármacos, e há um anos atrás deixei o xanax, por opção. Acredito que, se quisesse e se sensibilizado/informado, tê-lo-ia deixado mais cedo. Mas eu sou a prova andante que mesmo passados estes anos todos de consumo é possível deixar.

bichobrabo
Moderador
Moderador

Mensagens : 1507
Reputação : 131
Data de inscrição : 30/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por Dlamei em Sex Set 23 2011, 19:16

Boa noite Pedro.
De facto o Pedro o que a maioria das pessoas faz, e quando sentiu necessidade recorreu ao hospital.
Infelizmente, e na grande maioria dos casos, ou são tratados por um Médico de Clinica Geral ou então por um Psiquiatra.
O que tendo em conta a gravidade dos sintomas até pode ser pertinente, pois pode ser necessário "trazer" o paciente a um nível pré-mórbido para entao se poder resolver a situação.
A medicação é em certos casos necessário e muito útil, e atinge o pico de eficiencia máximo quando é acompanhada por psicoterapia. Todos os estudos apontam para esse factor. A medicação pode restabeleçer um determinado nivél de funcionamento, mas quando na origem do problema esta algo externo ao biológico, entao a medicação nao resolve o problema, apenas o "iberna".
Ex: depressão e ansiedade resultante da situação familiar. Se esta não for resolvida, ou percebida de forma diferente, o problema nao desaparece, com a medicação apenas se consegue sobreviver. Se for algo estritamento biologico, o que é raro, entao sim.
Minha recomendação, procurar um psicologo, comprovar o diagnóstico, elaborar um programa de tratamento.
Se o seu empenho se mantiver, é possivel sanar a situação em algo como 3 ou 4 meses, devendo no entanto se necessário se prolongar um pouco mais no tempo para consolidar tudo o que é adquirido em termos de competências quer psicologicas quer comportamentais.
Caro Pedro, para qualquer esclarecimento adicional nao exite: www.saudemental.forumfacil.com

Dlamei

Mensagens : 10
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por bichobrabo em Sex Set 23 2011, 20:05

A medicação pode restabeleçer um determinado nivél de funcionamento, mas quando na origem do problema esta algo externo ao biológico, entao a medicação nao resolve o problema, apenas o "iberna"

Mesmo se a questão for biológica, a medicação nunca resolve O Problema. Antes pelo contrário, ainda desequilibra mais a química natural do cérebro, tornando a pessoa dependente das drogas para funcionar.

Se é que podemos fazer a comparação grosseira, estas drogas tratam a depressão e ansiedade, como o paracetamol trata a dor de cabeça, com a agravante de se piorar a origem da dor de cabeça em cada toma.

É claro que considero que, quando a pessoa está sobre um sofrimento atroz, deve-se ponderar a toma de medicamentos, depois de esgotadas todas as outras opções (estilo de vida saudável, afastamento da fonte de stress, rotinas de higiene mental...)

bichobrabo
Moderador
Moderador

Mensagens : 1507
Reputação : 131
Data de inscrição : 30/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ansiedade/Panico

Mensagem por PedroR em Sex Set 23 2011, 22:19

Viva!!Boa noite a todos.

Antes de mais quero agradecer a ajuda e atenção que têm dado ao meu caso.

Eu tomei a decisão de prosseguir com o tratamento bem como aumentar a dose de alprazolam e esperar por dia melhores..Deixo aqui mais uma duvida..A minha mae sofre de depressão bipolar cronica,é possivel o meu problema ter alguma relação com o problema da minha mãe?É bem possivel que sim caso seja herditario certo?Mas o que eu não compreendo é que em todos os meus irmãos nunca ninguem teve um historial de problemas psicologicos ate como no problema da minha mãe haver a ausencia de ataques de panico/ansiedade pelo menos identicos ao meu!E olhando tambem para o meu historial medico(que ate há bem pouco tempo era quase nulo em problemas psicologicos),qual será a razão de sofrer tantos ataques de ansiedade/panico?!É que ate há bem pouco tempo eu era uma pessoa super saudavel,incapaz de me isolar do mundo como me isolo agora!Ao ponto de bastar apenas associar pessoas,locais,ocasiões para desencadear um ataque!Entendem?!Eu não consigo encontrar um elo de ligação entre o meu problema e algo que pudesse justificar a minha situação tendo em conta que não há casos iguais na minha familia,amigos,etc..

Espero não estar a ser chato e mais uma vez agradeço a atenção prestada Wink Cumprimentos a todos Smile

PedroR

Mensagens : 18
Reputação : 1
Data de inscrição : 16/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por Dlamei em Dom Set 25 2011, 09:30

Bom dia.
Respondendo à sua pergunta Pedro, que eu tenha conhecimento, mas é so a minha opinião, julgo que em termos geneticos poderá haver uma predisposição, que se poderá ou não manifestar.
Mas não tenho a certeza, se quiser esclarecer esse assunto consulte, fale com um médico.
Quando ao seguir o tratamento, acho que faz muito bem, não esqueça a vertente psicoterapeutica e invista nela. Acredite que terá bons resultados.
No que aos psicofármacos diz respeito, eles não vao destabilizar o normal equilibrio do cerebro, o correcto é dizer que vao restabeler niveis normais, que estavam anormais.
Esta é a regra, devemos é ter em conta que cada caso é um caso.
Nem toda a gente reage da mesma forma à mesma medicação.
Contudo, dizer que eles desiquilibram é errado.
Não são a ultima linha de combate, nem devem ser, como também nao devem ser a primeira. A haver uma avaliação correcta da situação, a sua introdução pode ser numa fase muito inicial.
Ex: Depois de uma primeira consulta, em que M. chegou á consulta com um quadro depressivo muito acentuado, misturado com níveis ansiogénicos muito elevados, (e eu que sou "contra" a medicação), encaminhei a paciente para um Psiquiátra conhecido, que junto com a minha avaliação traçou um plano de tratamento com psicofármacos.
Entre o inicio do tratamento farmacológico e a segunda consulta comigo passaram 14 dias, o tempo necessário para M. conseguir absorver algo da consulta.
Ou seja, quando se justifica, não me parece de todo mal, até acho muito bem, pois poupa tempo e dinheiro em consultas desnecessárias, mas sempre uma toma justificável.

Dlamei

Mensagens : 10
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por bichobrabo em Dom Set 25 2011, 10:22

No que aos psicofármacos diz respeito, eles não vao destabilizar o normal equilibrio do cerebro, o correcto é dizer que vao restabeler niveis normais, que estavam anormais.
Esta é a regra, devemos é ter em conta que cada caso é um caso.

Se houvesse restabelecimento dos níveis normais do cérebro, quando se cessasse o medicamento, a pessoa ficaria bem. Infelizmente, não é isso que acontece. O estado da pessoa costuma piorar, às vezes pior do que a situação inicial, demorando algum tempo a reestabelecer-se a homeostasia necessária para um funcionamento normal. Uma desmame lento é necessário na neuroquímica artificial criada pelos medicamentos, para que o cérebro se volte a adaptar a viver sem a(s) droga(s).

Andei à procura de um coisa que li há uns tempos sobre as concentrações da serotonina nas diferentes estruturas cerebrais quando se toma um ISRS, mas infelizmente não encontrei.

bichobrabo
Moderador
Moderador

Mensagens : 1507
Reputação : 131
Data de inscrição : 30/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por Dlamei em Dom Set 25 2011, 11:28

Caro Bichobravo.
Não duvido do que leu, e acredito.
Como deve saber, nomeadamente na área da Medicina e em particular dos Fármacos, existem muitos estudos, sobre o mesmo medicamento que conduzem a resultados diferentes.
exemplo, 5 pessoas observam o mesmo acontecimento, e relatam esse acontecimento de forma diferente obtendo-se 5 versões.
Serve de exemplo, talvez não, mas dá para ficar com uma ideia.
O facto de ao terminar a medicação e pessoa nao fica restabelecida deve-se ao facto de, ainda hoje em portugal, muitas perburbações simples serem tratadas com ansióliticos e antidepressivos, mesmo quando não se justifica, em casos em que se justifica, mas em ambas as situações esta é a única ferramenta de combate.
Rescultado? zero.
Ou seja, quem tinha problemas no emprego vai continuar a ter, quem tem medo de passar a ponte vai continuar a ter, a quem faleceu recentemente alguem próximo, essa ausência vai continuar a ser notada.
Quando nao se criam outros mecanismos de compensação, a medicação por si só nao é grande ajuda.
Acredito que todos aqui querem partilhar a sua experiencia, e querem acima de tudo ajudar. De qualquer das formas, posso assegurar que uma toma correcta, com um desmame correcto, mesmo que nao acompanhado por psicoterapia, nao trará mais problemas á pessoa, nem agravará a sua situação.
O que muitas vezes acontece, e é frequente acreditem, é que o estado letárgico a que muitas vezes as pessoas são sujeitas com os psicofármacos, fazem com que a sua situação familiar se deteriore, com os amigos o mesmo, assim como profissionalmente. Neste casos, é obvio que ao deixar a medicação a situação piore, e muito.
Como Psicologo confesso nao ser grande fã dos psicofármacos, principalmente porque são receitados com a maior das ligeirezas, e consumidos como a "fonte milagrosa" para a resolução dos problemas.
Quando introduzidos na altura certa, nas doses certas, com uma psicoterapia de suporte são muito eficazes.
Infelizmente so confio num Psiquiátra, que é para onde encaminho pacientes que necessitem dessa ajuda.
Expero ter sido esclarecedor. Se tiverem dúvidas sobre medicamentos, dosagem, etc... procurem quem receitou e façam perguntas, em caso de insatisfação, procurem novo médico.
Ansiedade, ataques de pânico, depressão, é possivel vencer. Acreditem e lutem

Dlamei

Mensagens : 10
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por bichobrabo em Dom Set 25 2011, 13:38

Não duvido do que leu, e acredito.
Como deve saber, nomeadamente na área da Medicina e em particular dos Fármacos, existem muitos estudos, sobre o mesmo medicamento que conduzem a resultados diferentes.
exemplo, 5 pessoas observam o mesmo acontecimento, e relatam esse acontecimento de forma diferente obtendo-se 5 versões.
Serve de exemplo, talvez não, mas dá para ficar com uma ideia.
Mas os estudos são efectuados numa população. Não há estudos feitos com apenas uma pessoa. Há é uma série de relatos individuais, que nada têm a ver com o método cientifico, e têm como base o senso comum. Contudo, não tendo o rigor de um estudo cientifico, acho que não devem ser menosprezados.
A temática dos estudos, bem como a disponibilidade da informação sobre o assunto remete-nos para outra questão: os interesses económicos e poder das farmacêuticas. Mas esta é outra história.


O facto de ao terminar a medicação e pessoa nao fica restabelecida deve-se ao facto de, ainda hoje em portugal, muitas perburbações simples serem tratadas com ansióliticos e antidepressivos, mesmo quando não se justifica, em casos em que se justifica, mas em ambas as situações esta é a única ferramenta de combate.
Rescultado? zero.Ou seja, quem tinha problemas no emprego vai continuar a ter, quem tem medo de passar a ponte vai continuar a ter, a quem faleceu recentemente alguem próximo, essa ausência vai continuar a ser notada.

A psicoterapia, bem como outras abordagens não medicamentosas são importantes, mas como afirmou, não fazem milagres. É óbvio que se não se retirar a situação que provoca stress ou não forem desenvolvidas estratégias para lidar, por exemplo, com a ansiedade nas situações fóbicas, o problema persiste.

A prescrição não adequada não justifica os milhares de relatos de sintomas de abstinência que podemos ler online, que se podem prolongar durante meses a anos. Nalguns casos prejudicam a pessoa para o resto da vida.
O ressurgimento dos sintomas na interrupção dos medicamentos é, em grande parte das situações, exacerbado pela alteração da química cerebral provocada pelo medicamento. É uma falácia dizer que os medicamentos vão equilibrar o desequilíbrio químico do cérebro. Vão é criar um situação artificial em que a pessoa se sente melhor.
Que se experimente a dar um anti-depressivo durante um ano a pessoas que não tenham um historial de doença mental. Retire-se se a medicação e veremos o que acontece.

Acredito que todos aqui querem partilhar a sua experiencia, e querem acima de tudo ajudar. De qualquer das formas, posso assegurar que uma toma correcta, com um desmame correcto, mesmo que nao acompanhado por psicoterapia, nao trará mais problemas á pessoa, nem agravará a sua situação. O que muitas vezes acontece, e é frequente acreditem, é que o estado letárgico a que muitas vezes as pessoas são sujeitas com os psicofármacos, fazem com que a sua situação familiar se deteriore, com os amigos o mesmo, assim como profissionalmente. Neste casos, é obvio que ao deixar a medicação a situação piore, e muito.
Como Psicologo confesso nao ser grande fã dos psicofármacos, principalmente porque são receitados com a maior das ligeirezas, e consumidos como a "fonte milagrosa" para a resolução dos problemas.

Apesar da minha posição pró-medicamentos em algumas situações, eu nunca afirmaria que os psicofármacos não poderão trazer problemas à pessoa. Mais ainda se fosse profissional da área. Ignoram-se os milhares de queixas que podemos ler nos foruns dedicados ao assunto?
Apenas lhe posso sugerir, sem o querer ofender como profissional que é, que dê uma vista de olhos ao trabalho da Dra Ashton, onde é abordada a problemática e desmame das benzodiazepinas. É um bom começo.

Por último, apenas tenho a a dizer que se a minha condição se agravasse a um ponto insuportável, não hesitaria em voltar a tomar medicamentos. Embora esteja bem presente o meu último desmame de alprazolam, em que eu fiquei a conhecer o que é viver o Inferno na Terra durante alguns meses.

bichobrabo
Moderador
Moderador

Mensagens : 1507
Reputação : 131
Data de inscrição : 30/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ansiedade/Panico

Mensagem por PedroR em Dom Set 25 2011, 17:53

Viva!!Boa tarde a todos..

Quero agradecer os conselhos e a atenção prestada Wink Alem de agora começar a frequentar as consultas de psiquiatria decidi tambem consultar um psicologo para puder expor o meu caso a fim de obter mais aconselhamento e quem sabe conseguir melhorias!

Cumprimentos a todos e as melhoras Smile

PedroR

Mensagens : 18
Reputação : 1
Data de inscrição : 16/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Desmame

Mensagem por PedroR em Qui Out 27 2011, 20:14

Viva,boa noite a todos!

Venho aqui pedir a vossa opinião sobre o seguinte..

Então passa-se o seguinte..Depois de ter estado quase 2 meses a tomar 0.75 mg de alprazolam e 20 mg de citalopram ao dia sem nunca ter notado melhorias e depois de ter tido uma conversa com uma amiga que esta a acabar o curso de psicologia cheguei á conclusão que queria acabar com a medicação e continuar a minha vida normalmente ou pelo menos tentar sem ter que recorrer a a medicação!No pior dos casos utilizar o diazepam so em emergencia como ja fazia antes de fazer este tratamento.Agora eu gostaria de saber se é possivel acabar de tomar os dois medicamentos ao mesmo tempo sem que tenha de sofrer efeitos secundarios?Ja estou há mais de uma semana a tomar apenas 5 mg de citalopram e 0,05 mg de alprazolam ao dia,mas hoje ja não tomei alprozalam e faço intenções de amanha não tomar o citalopram tambem.E gostaria tambem de saber se pouco tempo depois de ter acabado a medicação ja ser possivel consumir alcool,por exemplo...ja este fim de semana.. lol! Pois vai ser um fim de semana de festa e apos dois meses a agua,ate que era engraçado beber qualquer coisa..Atenção!!Eu faço isto pelo meu benfica ahah

Pois bem pessoal..espero que me possam ajudar!

Cumprimentos a todos e as melhoras =)

PedroR

Mensagens : 18
Reputação : 1
Data de inscrição : 16/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por bichobrabo em Qui Out 27 2011, 21:39

Num meio de um desmame metes-te a beber álcool? Andas a brincar com o fogo. A maneira como estás a largar os medicamentos tb está mal.

Mas se te sentes bem, força nisso.

O álcool potencia o efeito depressor do alprazolam. Além de, provocar ressaca quando se bebe muito e que poderá agudizar os sintomas do desmame. E ser um depressor.

Parece-me menos arriscado beber álcool quando se tomam os medicamentos, do que quando se está a largá-los. Ambas as situações são desaconselhadas.

bichobrabo
Moderador
Moderador

Mensagens : 1507
Reputação : 131
Data de inscrição : 30/10/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Desmame

Mensagem por PedroR em Qui Out 27 2011, 22:14

Sim..é assim..eu eu falei um pequeno resumo do desmame,por acaso não expliquei o desmame que estou a fazer na totalidade,porque na realidade eu fiz como estava no folheto informativo!Andei a retirar 0,05 mg de 3 em 3 dias e so hoje oficialmente é que não tomei nada de alprazolam..Isto tambem ja para evitar um consumo continuado durante muito tempo e evitar os famosos sintomas..Felizmente ate passei o dia bem,sem qualquer mal de maior,mas isto foi hoje..os proximos dias não sei como vão correr..E amanha vou deixar tambem o citalopram.

Obrigado pela ajuda...

PedroR

Mensagens : 18
Reputação : 1
Data de inscrição : 16/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente!!

Mensagem por PedroR em Qua Jan 11 2012, 15:29

Viva..Boa tarde a todos!!

Antes de mais desejo a todos um bom ano Wink

Pois bem..Hoje finalmente tive a minha primeira consulta de psiquiatria e como já era de esperar trouxe o meu "cabaz" de medicamentos,mas ainda assim trouxe duas duvidas que na altura não perguntei por esquecimento pois tinha tanta coisa a dizer á medica que acabei por esquecer de outras..Mas como felizmente aqui existem pessoas com grandes conhecimentos espero que possam me ajudar!(Felizmente no sentido de terem conhecimento e não pela razão que vos obrigou a ter esse conhecimento,é claro Neutral )

Alprazolam 1mg 3x ao dia,Victan 2mg em casos sos e Anafranil 75mg 2x ao dia!Agora pergunto esta medicação pode ser tomada na sua totalidade como me foi receitada a partir desde o inicio ou deveria começar mais devagar para evitar efeitos indesejaveis?E tambem gostaria de saber alguma informação sobre esse Anafranil pois é um anti depressivo que eu desconheço por completo e gostava de saber por experiencia de terceiros se pode causar efeitos indesejaveis?

Espero que possam me ajudar! Smile Boa tarde a todos e VIVA O BENFICA!! Very Happy

PedroR

Mensagens : 18
Reputação : 1
Data de inscrição : 16/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por lemos-nuno em Qui Jan 12 2012, 23:48

boa noite pedro.... Aqui vai a minha opinião sobre o teu caso como muitos outros... Em grande parte todos nós eramos como tu saudáveis, alegres, adepto de aventuras, etc mas infelizmente as nossas vidas mudam, e nós temos este problema e acredita nesta fase só nos resta uma coisa, encontrar a melhor forma de estar e levar a vida da melhor forma possível existindo sempre um equilibrio extremo a todos os níveis senao vem a morte do artista...
Quanto à dosagem nao quero comentar, apenas te posso dizer que quando começei com as crises repentinas dias e dias seguidas afim nada as parava... Foi preciso arranjar uma excelente psicologa, fazer muita psicoterapia que me ajudou muito, e embora grande parte dos psicologos como foi dito sao anti psiquiatras ou anti medicamentos que no fundo vai bater ao mesmo... Ela sabia perfeitamente que no meu caso nao ia la apenas com psicoterapia e trabalhou em parceria com um psquiatra de confiança dela e ai sim posso dizer que as coisas lentamente começaram a acalmar... Agora não e da noite para o dia que tomas medicaçao e acabam-se as crises... Tens de dar tempo eu começei aos poucos a estar 1semana sem crise, depois 2 ou 3... ate passar 1 a 2 meses sem nenhuma e entao foi ai estando estável ai recomeçei o desmame... Agora se iniciaste o tratamento, nao pares assim, 2meses acho muito muito reduzido para estares apto para deixar tudo rapidamente, e se te sentes optimo desconfia acredita que a queda é bem grande... Um conselho faz o tratamento como deve ser, desabafa conversa sobre o que te chateia na vida, faz um desporto suave que te ajude a relaxar, evita locais demasiadamente stressantes, no fundo procura apenas o teu bem estar... e ai sim quando estiveres medicado e sentires-te forte o suficiente começa o desmame muito lentamente, e guarda bem as forças porque vais precisar delas... Falo porque praticamente nao tomo nada a nao ser 20mg de pacinone de manha... e amigo diariamente tenho sintomas, tenho alturas que ando bem outras mal mas tento ao máximo controlar-me... A tua vida já mais será a mesma de antes, eu faço tudo dentro do normal, mas sei que tenho limitaçoes basta um simples dia terrivel de chatices e nos dias seguintes preparo-me para dias terriveis.. E de longe a longe la vem a nossa amiga visitar-me as pequenas crises que aprendia controlar com respiraçao e pensamentos positivos... Amigo quem me dera voltar a ser como era... Mas acima de tudo agradeço estar aqui e nunca pior... Quanto a alcool amigo com esses farmacos, 1º tas a contribuir para apanhar uma moca delas, segundo tas a contribuir para a medicaçao fazer o efeito contrario.... Evita ao maximo alcool, estimulantes, cafeina, tabaco, etc.... Pedro se tas a lutar contra a maldita e com essas ideias... é como se no fundo tivesses 2remos e uma a remar para cada lado... Resumindo nao sais disso... Atenção ás recaidas acredita que são bem dificeis de levantar... abraço ( isto abrange todo o teu post) nao o teu ultimo comentario..

lemos-nuno
Moderador
Moderador

Mensagens : 341
Reputação : 10
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 32
Localização : guimaraes

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por PedroR em Sex Jan 13 2012, 00:22

Amigo Lemos-Nuno!!Antes de mais muito obrigado pelo teu comentario,que acreditem ou não um comentario feito por alguem que percebe deste infeliz tema faz com que não me sinta só..

Pois bem..Os primeiros posts já datam de setembro quando este maldito problema atacou e em força,desde então já tomei uma medicação durante dois meses (o tempo que ela durou) e deixei sem o minimo problema(muito provavelmente devido á fraca dosagem e pouco tempo de consumo)foi receitado pela psiquiatra que me atendeu no meu episodio de urgencia..Nunca senti melhorias e se calhar ate bem pelo contrario porque desde a altura que iniciei o alprazolam o meu sono por exemplo nunca mais foi o mesmo e os ataques de panico e ansiedade sempre apareceram quando bem lhes apteceu..Ontem finalmente é que tive a minha primeira consulta!E lá esta..receitou uma camada de medicamentos entre eles esse anti-depressivo que nunca ouvi falar e mandou embora..Mas enfim..Só espero que consiga pelo menos melhorar o meu estado de vida pois estes problemas ate na minha vida profissional já me afectaram e de que maneira!

Mais uma vez um muito obrigado pelo teu comantario!!Um abraço e muita saude Wink

PedroR

Mensagens : 18
Reputação : 1
Data de inscrição : 16/09/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por lemos-nuno em Sex Jan 13 2012, 21:03

Pedro a questão é mesmo essa infelizmente isto mexe conosco, mexe com a nossa vida pessoal, profissional e nos impede de fazer muita muita coisa... Posso-te dizer que por exemplo ontem de tarde chatei-me, tento sempre manter a calma e nao me enervar muito mas ontem por meia hora estive mesmo exaltado... Posso-te dizer que hoje ja pensei que ia morrer nao sei quantas vezes, a mim a principal ansiedade reflecte-se nas extrassistoles hoje ja tive dezenas delas e algumas delas sempre seguidas e fico borrado de medo... E ai está penso o mesmo que tu e por vezes perco a vontade de tudo mas tenho enfrentar isto da melhor forma... Força e muita coragem acredita que melhores dias virão... Abraço

lemos-nuno
Moderador
Moderador

Mensagens : 341
Reputação : 10
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 32
Localização : guimaraes

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ansiedade/Panico

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum