Últimos assuntos
» O meu relato.
Hoje à(s) 20:39 por viper

» Victan - desmame-
Hoje à(s) 20:15 por viper

» Hipnose Condicionativa
Hoje à(s) 11:57 por caferreira

» Clínica da Mente - Alerta com base na minha (má) experiência
Hoje à(s) 11:48 por caferreira

» Preciso da vossa opinião
Ontem à(s) 21:10 por twiggysp

» LINKS, INFORMAÇÕES ÚTEIS E NOVIDADES
Sab Fev 18 2017, 21:20 por 1006

» Urgente!!!! Gotas
Sab Fev 18 2017, 20:06 por Brick

» Redenção e Incompreensão
Sab Fev 18 2017, 14:19 por 1006

» Eu tenho uma síndrome?
Qui Fev 16 2017, 20:03 por viper

» Ansiedade, nervosismo e stress, tudo de forma repentina em tarefas básicas diárias e sociais
Qui Fev 16 2017, 12:29 por viper

Quem está conectado
17 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 16 Visitantes

viper

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 52 em Sab Fev 01 2014, 18:10

Não sei se o que se passa é real

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Não sei se o que se passa é real

Mensagem por ipc007 em Sex Maio 30 2014, 16:12

Olá, tenho 31 anos, e no ano de 2010, fazia faculdade no ES e fui em uma festa do pessoal da faculdade. Teve um momento em que fui ao banheiro e arrumei uma confusão, mas não cheguei a sair no soco com ninguém. Eu tinha bebido muita vodka, e no dia seguinte me lembrei da confusão e liguei para um amigo que era primo do rapaz com quem eu tinha arrumado confusão, para me desculpar, apesar de ter sido ele o causador de tudo. Passado um tempo, comecei a viajar na maionese, pensando que tinha falado merda para várias pessoas, ofendido várias pessoas. O que aconteceu ? Teve um dia que encontrei um rapaz e pedi desculpas pra ele, mesmo sem saber ao certo o que tinha falado para ele. Ele falou, tava todo mundo doidão, tranquilo. Falei de um livro com outro que me disse que não sabia de nada que eu tava falando. Só que após isso, eu comecei a entrar num estado muito estranho, até fui passar o corpus cristi com minha família na minha cidade natal, e quando cheguei, já estava surtando, achando que o diabo estava atrás de mim, que meu pai traía minha mãe, cheguei a ir até na canção nova pra ver se melhorava, mas chegando lá achava que o padre já sabia de tudo também. Entrei num estado em que eu achava que já sabia o que ia acontecer, que estava prevendo o futuro. Cheguei até a entrar em uma igreja do exército e fiquei andando em círculos dentro da igreja e quando vi os sentinelas entrando na igreja eu saí, mas eles me pegaram. Sorte que estava com meus pais, pois falei que iria falar com o padre, coitado do padre. teve uma noite que já era meia noite eu fui falar com o padre, o homem já estava dormindo. Após isso, minha família me levou a uma psquiatra e esta me encaminhou para um hospital (mas não era psquiátrico, hospital comum), e lá fiquei uma semana internado e com um medo de alguém entrar lá à noite pra me matar. Após essa semana de internação, fui para casa e comecei meu acompanhamento psquiátrico, e fiquei sendo acompanhado por 3 anos (tomando fluoxetina e risperidona), e minha família não permitiu que eu retornasse para o ES, então fiquei morando com meus pais. Ah, eu era usuário de drogas, fumei maconha por 15 anos e cocaína usei por uma década mais ou menos. Após esses 3 anos de tratamento, tive minha alta ano passado e parei com os remédios. Só que meses após parar com os remédios, comecei a tomar uma cerveja de leve, sempre acompanhado de muita água, e ficava tranquilo. Agora vou chegar aonde eu queria, sábado retrasado, dia 18 de maio, teve uma festa de igreja aqui perto de casa e encontrei um conhecido, nessa festa eu bebi demais, e não me lembro se arrumei confusão com alguém. Eu me lembro que falei com umas conhecidas também e que saí da festa com elas, só que elas moram na direção oposta, mas eu fui para minha casa naquela noite. Passei o domingo com uma ressaca desgraçada, na segunda fui bem, na terça estava bem até à noite. Na noite de terça feira, comecei a entrar numa paranóia de que tinha arrumado confusão com alguém, então na quarta feira fui na casa do rapaz que eu estava conversando na festa e perguntei se tinha dado alguma mancada com ele ou com alguém que estava perto ou que ele conhecia, e ele falou que não, que estava tudo tranquilo, que não tinha rolado nada. Fui para casa mais tranquilo e pude comer novamente, mas então na quarta feira comecei a entrar na paranóia de novo, achando que tinha arrumado confusão com alguém, agora era um casal que estava perto, na quinta já mudou minha paranóia, comecei a achar que tinha arrumado confusão com 2 moleques aqui de perto de casa, mas sem ter certeza, de repente já mudou, pensei ter falado merda de um bandido aqui e comecei a achar que ele tinha colocado uma arma na minha cara, e depois a paranóia mudou e voltou para os dois moleques aqui perto de casa. procurei a psquiatra na terça feira, e ela me receitou risperidona, e então melhorou um pouco, mas mesmo assim, tem horas que vem um desconforto e fico pensando, será que arrumei confusão com esses moleques ( eles são meio barra pesada), e fico preocupado. No sábado passado liguei para as meninas pra perguntar se elas viram alguém arrumando confusão comigo, ou se eu falei pra elas alguma coisa se tinha gente querendo me acertar, e elas disseram que não, que eu só tava muito bêbado, que dei um beijo em uma e que quando elas estavam indo embora, eu fui correndo atrás delas e quando chegou na esquina, elas falaram que eu disse que ia no banheiro e virei pro outro lado. Não me lembro se eu fui com elas com medo e virei na esquina pra pegar uma caminho por fora da festa pra ir para casa ou se fui realmente no banheiro e voltei pela festa normalmente. Já pedi pra um amigo meu fazer um levamentamento nessa segunda feira ( os sobrinhos dele são envolvidos com essa molecada), e os sobrinhos dele disseram que não teve confusão nenhuma na festa. Mas fico com medo de ter sido uma coisa silenciosa, e falaram que iriam me acertar depois(tem câmeras de vigilância no local da festa)porque lá não dava. Ainda não trombei esses moleques que eu estou cismado na rua, e nem converso com eles. Pra falar a verdade, eu vi eles no início da festa, depois não me lembro. Mas estou com muito receio, pois quando a gente bebe fala com todo mundo. cheguei a falar pra minha mãe que "achava" que alguém tinha colocado uma arma na minha barriga. Bem, eu penso, será que colocarm uma arma na minha barriga e eu fui pro lado das meninas e depois disfarcei pra poder ir embora e peguei outro caminho? Tá complicado pra mim, muita ansiedade e medo de ficar saindo na rua. Segunda feira não fui nem no curso que eu faço, mas depois do remédio, na quarta já pude ir. Fico preocupado de ter arrumado problema com alguém e alguém querer fazer mal pra mim, e cheguei até ver aluguel em outras cidades pra eu sair daqui do bairro, mas depois do remédio desisti. Minha mãe e um amigo meu, falaram que eu tava no começo de um novo surto, e e eu acredito, eles que falaram pra eu procurar um médico, mas pra mim é tudo tão real, e apesar de provavelmente ser apenas minha mente juntando peças que não eram pra se encaixar e gerando estas histórias, fico preocupado, ainda não vi os moleques da história, mas segundo outros (sobrinhos do meu amigo) falaram não teve nada, e se tivesse acontecido algo acho que eu estaria sabendo, já que andam juntos. E aí, o que vocês acham ? Escrevi bastante porque gosto de ser bem detalhado em relação ao que estou passando e ao que já passei.

ipc007

Mensagens : 2
Reputação : 0
Data de inscrição : 30/05/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Não sei se o que se passa é real

Mensagem por mamã_gu em Sex Maio 30 2014, 16:43

é rapaz, mas que grande confusão que vai nessa cabeça

se houve ou nao confusão nao te sei responder, mas em principio, visto ja teres feito um inquerito pelo bairro inteiro, parece-me que provavelmente é so a tua mente fertil que te esta a querer baralhar

tenta acalmar te, evita esses pensamentos, pensa que se tivesse havido alguma coisa ja se sabia

mas tem atenção , que esses pensamentos podem realmente ser o começo de um novo surto

eu quando a maquina anda marada tambem faço grandes novelas dignas da globo na minha cabeça, depois vou a ver e nao aconteceu nada

Toma a medicação que o psiquiatra te aconselhou pelo menos ate te sentires mais estavel , e não pares NUNCA medicação de um dia para outro

Força e calma


_________________
Parem o Mundo que eu não sei andar nisto

mamã_gu

Mensagens : 71
Reputação : 31
Data de inscrição : 23/07/2013
Idade : 28
Localização : OEIRAS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Não sei se o que se passa é real

Mensagem por Srhipocondria em Sex Maio 30 2014, 17:17

Isso soa tudo a uma grande paranoia, uma crise psicótica talvez. Toma a medicação e vê se resulta, se não resultar volta ao psiquiatra. E tenta afastar esses pensamentos da tua cabeça. Mesmo que tudo fosse verdade o mal já está feito e não podes fazer nada para o alterar. Relativiza a coisa e tenta não beber enquanto estás medicado.

Srhipocondria

Mensagens : 122
Reputação : 16
Data de inscrição : 31/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Não sei se o que se passa é real

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum