Últimos assuntos
Quem está conectado
17 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 17 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

A minha experiênca com a depressão e outras coisas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A minha experiênca com a depressão e outras coisas

Mensagem por moliv em Dom Jul 06 2014, 21:20

Bem, é uma história longa… e peço desculpa desde já por escrever tanto - mas poderei ajudar alguém com o que tenho vivido, e da forma como lidei ou não lidei com o que aconteceu.
Tenho 28 anos, e venho de uma família humilde, pessoas de trabalho que sempre deram o litro para me darem o mínimo. A minha infância não teve luxos, brincava com brinquedos que eram das clientes da minha mãe, vestia roupa que era usada e fora de moda, mas isso nunca me fez mal nenhum, nem por fora nem por dentro.
Eis o que me fez mal: abusos por parte de familiares, brincadeiras com filhos de amigos da minha mãe que eram mais velhos que eu e eu não entendia nada do que se passava. Até à adolescência nunca pensei muito nesses "pequenos incidentes", mais tarde tudo se juntou numa imensa bola de neve que carreguei sozinha durante muitos anos.
Durante a minha infância vi as pessoas que mais amava falecerem: uma tia e um tio que me "criaram", que tomavam conta de mim quando os meus pais iam trabalhar, que nunca me fizeram mal na vida e que amo profundamente. Ainda hoje não consegui fazer o luto da morte destas 2 pessoas. Lembro-me da minha mãe me contar, à noite, quando foi ter comigo à cama "Olha (meu nome), a tia Maria morreu, ela estava muito doente…" e eu lembro-me de chorar muito, da almofada da cama cheia de lágrimas, aquela sensação molhada de raiva e pena, e eu tinha… uns 6 anos. Outras pessoas faleceram na minha família, umas a seguir às outras, com cancros e doenças terminais, num curto período de tempo: os meus avós paternos, o meu avô materno. Eu vi-os a todos no caixão, e percebi a Morte desde muito, muito cedo. Eu vi o meu avô paterno falecer de cancro na próstata, e ainda hoje me lembro da vergonha que ele tinha e do medo. Eu sentia isso, e era uma criança...
Na adolescência, eu era a miúda feia da escola, no entanto adorava a escola, adorava aprender,tirava muito boas notas. Sempre me interessei por coisas que eram para adultos, coisas como astronomia, ciência, arte, assuntos além do que uma miúda normal iria gostar. Não ligava para aparência, ia sempre com calças largas para a escola, cores escuras e sweatshirts com mangas muito compridas, não sei porquê mas sei que era para esconder as mãos.
Os meus pais nunca me deixaram faltar o básico, nunca passei fome felizmente, mas éramos humildes, e principalmente o meu pai era muito rigido comigo a partir de uma certa altura em que me tornei mais rebelde.
Nunca me relacionei muito bem com o sexo oposto na adolescência, os rapazes eram mais competição para mim, para ver quem tirava as melhores notas na escola…
Aos 16 anos conheci um rapaz através de um chat, falamos durante algum tempo e fui conhece-lo pessoalmente… Erro meu. Fui violada e psicologicamente pressionada a fazê-lo. Fui sozinha ao Hospital da minha área de residência a uma consulta de urgência de ginecologia, os médicos viram-me, mas nada aconteceu. Eu não falei do abuso. Tive medo. Hoje em dia, não sei se o nome dele era verdadeiro ou falso, se o que ele me dizia sobre a vida dele era real… mas não importa mais porque ele feriu-me e eu não quero um nome a quem culpar. Isto aconteceu tinha eu acabado de fazer 16 anos na semana anterior. Não falei com quase ninguém sobre o assunto, e aos 20 anos, "caiu-me a ficha". Eu sabia que era depressiva desde essa altura e desde antes talvez, mas aos 20 anos contei ao meu pai, num episódio que nunca vou esquecer. Tive 1 anos e meio em tratamento com anti-depressivos Triticum e Cipralex, mas nunca tive acompanhamento psicológico ou psiquiátrico. Tinha imensos pensamentos suicidas, não tinha coragem para os por em prática.
Entretanto mais uma pessoa da minha família falece de forma imprevista, e foi mais uma pancada entro de mim. Houve uma altura em que repudiava os homens, não conseguia nem olhar para eles, e outra época em que a promiscuidade avançou na minha vida. Queria talvez usá-los como me usaram a mim, não sei…
O certo é que hoje tenho 28 anos, saí de um emprego de 7 anos na área do design, devido a ataques de ansiedade no trabalho e depressão devido à carga de trabalho também. Com hora de entrada, sem hora de saída, como eu costumava dizer. Caí de novo no fundo do poço, sentia-me envelhecer sem conseguir fazer nada para mudar o rumo das coisas. Estive 1 ano e pouco em terapia (alternativa), as melhoras eram evidentes na hora mas duravam pouco.
Agora, estou livre da empresa em que trabalhava e trabalho como freelancer, ganho menos mas sou mais feliz. Faço tratamento com fluoxetina e victan, e vou-me conseguindo endireitar. Vou começar um tratamento com um psiquiatra. Será uma boa ideia esta do psiquiatra? Não sei, vamos ver.
Tenho alguém que me ama do meu lado, que sabe toda a minha vida e não se envergonha de mim, nem dos erros que cometi ou que cometeram comigo.
Esta é a minha história, e no final o conselho, se é que sou digna de dar, a quem se sente deprimido é: procurem ajuda rápido. Não fujam dos problemas e não se escondam. Porque os fantasmas existem na nossa cabeça e no nosso armário, mas transformam-se em coisas reais no dia-a-dia. E muita força e um pouco de optimismo para quem está em situações más. Que o Universo, Deus o o que quer que seja esteja do vosso lado, e que vos faça agir em prol de vocês mesmos!

moliv

Mensagens : 4
Reputação : 3
Data de inscrição : 06/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha experiênca com a depressão e outras coisas

Mensagem por AnaRita em Seg Jul 07 2014, 00:33

Antes de mais, bem vinda ao fórum.
Como é óbvio pela minha história, o teu testemunho é sem dúvida dos que mais me tocou aqui, por me reconhecer totalmente em algumas frases que tão bem descreves.
A racionalidade e a firmeza nas tuas palavras é boa de se ler. Escondermo-nos e furgirmos dos problemas, sem dúvida que não os vai resolver. É preciso enfrentá-los e por vezes ir procurar a coragem que temos guardada de reserva e nem sabíamos bem que lá estava.

Em relação ao tratamento com o psiquiatra, vais ouvir por aqui muitas opiniões contrárias à minha. Eu comecei a ir ao psiquiatra na minha fase mais crítica, posso dizer que foi uma grande ajuda inicialmente, apesar de ele me remexer por dentro e saber sempre tão bem quais os pontos mais dolorosos de tocar (mas hoje sei que eram também os mais importantes). Admito que tenha tido alguma sorte com o médico em questão, mas acho que deves ir e tirar as tuas próprias conclusões. Se for alguém com quem consigas criar alguma empatia, acredito que a experiência seja positiva.

Fica por cá e vai partilhando connosco. Wink

AnaRita

Mensagens : 192
Reputação : 27
Data de inscrição : 06/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha experiênca com a depressão e outras coisas

Mensagem por Vitor em Seg Jul 07 2014, 14:12

Olá moliv!
Gostei muito de ler o teu post. Gostei não no sentido do que passaste, como é óbvio, gostei no sentido que vejo que és uma pessoa com muita força. É bom para todos nós sabermos que pessoas como tu estão prontas a arregaçar as mangas para lutar e vencer. Tenho a mesma opinião da AnaRita. Gostei também da tua forma de escrever; o teu discurso é fácil, direto e com um detalhe realista. Parece-me que a tua presença e conselhos neste fórum serão uma mais valia.

Fica bem

Smile

PS: Não te esqueças quando um dia estiveres estabilizada dá um chuto nos químicos. Cá estamos para te dizer a forma correta de descontinuares.

_________________
As minhas intervenções neste forum não visam de modo algum substituir o acto médico. Baseiam-se na minha experiência pessoal, de participantes deste forum e de outros. Cabe a cada participante do forum procurar aconselhamento médico, psicólogo ou outro pessoal qualificado.
avatar
Vitor
Moderador
Moderador

Mensagens : 880
Reputação : 82
Data de inscrição : 18/01/2012
Localização : Algarve

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha experiênca com a depressão e outras coisas

Mensagem por HugoSousa em Ter Jul 15 2014, 09:01


Gostei da forma como partilhaste a tua vivência e por este modo como finalizaste.

moliv escreveu:Esta é a minha história, e no final o conselho, se é que sou digna de dar, a quem se sente deprimido é: procurem ajuda rápido. Não fujam dos problemas e não se escondam. Porque os fantasmas existem na nossa cabeça e no nosso armário, mas transformam-se em coisas reais no dia-a-dia. E muita força e um pouco de optimismo para quem está em situações más. Que o Universo, Deus o o que quer que seja esteja do vosso lado, e que vos faça agir em prol de vocês mesmos!




HugoSousa

Mensagens : 120
Reputação : 22
Data de inscrição : 28/03/2014
Localização : Oeiras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha experiênca com a depressão e outras coisas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum