Últimos assuntos
» TOU A FICAR MALUCO
Hoje à(s) 15:50 por viper

» Ansiedade, nervosismo e stress, tudo de forma repentina em tarefas básicas diárias e sociais
Ter Jan 17 2017, 19:58 por viper

» Dieta Paleolítica
Ter Jan 17 2017, 18:25 por MaryCosta

» Forma alternativa de curar ansiedade?
Ter Jan 17 2017, 18:21 por MaryCosta

» Clínica da Mente - Alerta com base na minha (má) experiência
Ter Jan 17 2017, 18:18 por MaryCosta

» Hipnose Condicionativa
Ter Jan 17 2017, 18:10 por MaryCosta

» desmame alprazolam
Seg Jan 16 2017, 17:22 por caco1

» Timidez ou fobia social?
Seg Jan 16 2017, 13:15 por ester

» Impotencia sexual
Seg Jan 16 2017, 03:47 por Soneca-sonda

» Solidão de passagem de ano, gostavam de fazer alguma coisa?
Dom Jan 15 2017, 00:44 por Lilithys

Quem está conectado
11 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 11 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 52 em Sab Fev 01 2014, 18:10

Nova crise

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Nova crise

Mensagem por Denize em Sex Jan 02 2015, 14:06

Ola todos. Bem, acabei de ter uma crise, não vou dizer do nada porque tenho estado bastane anciosa ultimamente, mas quero compartilhar meu relato: estava assistindo tv e de repente levantei e fui ao banheiro e senti um vazio na cabeça, ouvidos tampados, sensação comum de medo, tremores e ondas de calor, além de taquicardia. Mas algo bem diferente aconteceu hoje, tomei minhas 5 gts de Rivotril e simplesmente esperei passar, procurei relaxar e com pensamentos positivos pensei "é só uma crise". Eu me desesperei menos, não vi como o fim do mundo. A questão é que minha medicação é muito baixa, sou professora e não posso viver como zumbi. Já faço tratamento há 10 anos, quando as crises começaram tinha 19, tenho 29. Tomo 3 gts de Rivotril pela manhã e 2 mg de Paroxetina. Sei que o meu psiquiatra vai querer subir a dose, a questão é que não quero. Não quero me entopir de remédio, sei que não resolve, e as vezes só piora. Mas, é mesmo possível controlar? Sempre leio aqui relatos de pessoas que realmente conseguem viver sem medicação ou com dosagens muito baixas, sabendo controlar as crises. Por favor me deem dicas, me ajudem a nao recorrer a mais drogas que não vão resolver meus problemas. Agradeço à todos que puderem me auxiliar.

Denize

Mensagens : 91
Reputação : 2
Data de inscrição : 21/12/2012
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova crise

Mensagem por Brick em Sex Jan 02 2015, 17:53

olá. 2mg ou 20mg de paroxetina?

Para já a própria medicação que tomas é fonte de ansiedade e depressão e outras coisas mais. Por isso terias de a remover gradualmente. De seguida, mudar hábitos alimentares e criar rotinas de sono e de exercício físico, sem nunca esquecer a parte talvez mais importante, a espiritual.

_________________
Não sou médico! Todas as informações prestadas sobre desmames têm como base uma experiência pessoal com antidepressivos e ansiolíticos e não substituem as recomendações dadas por pessoal qualificado!(Psiquiatra ou Médico de Família)

Brick
Admin
Admin

Mensagens : 5346
Reputação : 543
Data de inscrição : 29/10/2010
Localização : Viseu

Ver perfil do usuário http://www.ansiosos.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova crise

Mensagem por Denize em Sex Jan 02 2015, 18:28

São 2 mg (que eu mando manipular), tenho bons hábitos, mas está me faltando exercícios físicos. Se não fosse a fé em Deus e Jesus Cristo que tenho, as coisas estariam muito piores.

Denize

Mensagens : 91
Reputação : 2
Data de inscrição : 21/12/2012
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova crise

Mensagem por Sobrevivente em Sex Jan 02 2015, 20:57

Paroxetina não causa dependência nenhuma, mas a interrupção abrupta pode causar enxaquecas, como aconteceu comigo.

Acerca da dependência de rivrotril, a dose é bem baixa mesmo. já tomei essa dose e o organismo cria tolerância rapidamente e exige doses maiores para atingir o efeito ansiolítico.

Eu vivo sem benzodiazepínicos, mas acabo tomando outros remédios que não ajudam muito. Para mim, o maior problema não é só dependência, mas a rotina de ter sempre que lembrar a hora de tomar remédio, além dos custos financeiros e ter que encontrar uma hora sempre para falar com o médico.

Procure relaxar e descansar a sua mente nos momentos de repouso e lazer, isso é fundamental.

Sobrevivente

Mensagens : 17
Reputação : 3
Data de inscrição : 31/12/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova crise

Mensagem por Denize em Sex Jan 02 2015, 22:54

Estou de férias, pra mim isso é péssimo, gosto de estar na ativa, gosto de folgas, não férias prolongadas, acredito que essa rotina afetou muito o meu psicológico, tenho ido dormir muito tarde e acordar cedo e depois dormir a tarde, e isso não é bom. Vou viajar no meio do mês, espero que isso me melhore. E quanto ao Rivotril Sobrevivente, você conseguiu parar de tudo? Às vezes não vejo saída para ele. Question

Denize

Mensagens : 91
Reputação : 2
Data de inscrição : 21/12/2012
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova crise

Mensagem por Sobrevivente em Sab Jan 03 2015, 04:18

Sim, consegui parar, mas não posso dizer que estou bem. Na verdade eu compenso a falta do rivotril com remédios para o coração. Eu acho muito difícil parar só com o rivotril, acho mais fácil parar com o diazepam, fazendo a redução semanal gradual.

Mas para parar você precisa estar muito bem. Os sintomas de abstinência duram em média 2 semanas. Depois o que continua são os sintomas da ansiedade mesmo. Vencer a ansiedade que é o grande desafio.


Sobrevivente

Mensagens : 17
Reputação : 3
Data de inscrição : 31/12/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova crise

Mensagem por superunknown em Sab Jan 03 2015, 12:48

No pai no gain, embora possas fazer uma vida saudavel, acordar cedo e deitar cedo, habitos alimentares, vais sempre sofrer um bocado com a medicaçao para a largares, vejo que estas a ganhar imunidade ao medicamento, complicado, muito complicado, eu estou igual, acho que estabilizar só se o medico aumentar-te a dose, mas.... desmames é no primeiro ano, depois disso, começa a imunidade ao medicamento e para largar só mesmo com muito força de vontade, quanto mais tempo se está na medicaçao mais dificil é. Espero que consigas ultrapassar isso tudo, as melhoras.. tenta fazer uma vida saudavel, passa pelo sono ao desporto, desporto pela manha

superunknown

Mensagens : 68
Reputação : 7
Data de inscrição : 03/06/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova crise

Mensagem por Denize em Sab Jan 03 2015, 13:41

Ola, obrigada pelo comentário, mas a questao é que não quero fazer desmame, quero continuar com a dosagem baixa e me sentir bem, desmame só quando eu tiver mais confiança, a questão é que a ansiedade está à mil, e eu estou fazendo de tudo para suportar e melhorar novamente sem ter de aumentar a dosagem do medicamento que já tomo.

Denize

Mensagens : 91
Reputação : 2
Data de inscrição : 21/12/2012
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nova crise

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 19:08


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum