Últimos assuntos
» Eu não sei mais o que fazer
Qui Abr 27 2017, 21:30 por rafaelvoodoo

» Depois do desespero
Qui Abr 27 2017, 20:21 por rafaelvoodoo

» Desmame de Alprazolam 0,25
Qui Abr 27 2017, 14:03 por Ingrid_K

» Quando a minha mente chegou ao limite...
Qui Abr 27 2017, 02:17 por Cristiane Aparecida Lessa

» Desmame Sertralina
Qui Abr 27 2017, 02:09 por Cristiane Aparecida Lessa

» desmame Sertralina
Qui Abr 27 2017, 01:56 por Cristiane Aparecida Lessa

» Ansiedade/ disturbio mental
Ter Abr 25 2017, 19:03 por ester

» Ataques de Pânico e Agorafobia
Seg Abr 24 2017, 17:20 por guevara

» opressão vs depressão
Dom Abr 23 2017, 22:54 por 1006

» Depois do desespero
Dom Abr 23 2017, 22:17 por lanaKayle

Quem está conectado
19 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 19 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 52 em Sab Fev 01 2014, 18:10

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

Mensagem por Vicent_Vega em Sex Mar 27 2015, 00:18

Olá a alguém,

Sinto-me péssimo, o que é uma novidade retumbante. Decidi escrever aqui mais um desabafo que acaba sempre em eco, eco, eco, eco.... o que dá bem a medida da minha espécie de solidão. Deve-se achar tudo isto desproporcionado e sem nexo. E sabem que mais? Têm razão.

Eu comecei a estudar na faculdade em 2007. Cumpri com um sucesso bem mediano tudo até ao último semestre da licenciatura, em 2010, quando tudo parou. Entrei num bloqueio que dura até hoje, Março de 2014. Ao escrever isto apetece-me chorar, o que dá bem a medida da minha fraqueza abjecta. Desculpem este tipo de blá, blá, blá, mas a auto-estima não é de todo o meu forte.

Estou ligeiramente embriagado enquanto escrevo. Gosto muito de beber vodka com água tónica, licor beirão e uma cerveja em cima da outra depois de tomar mais uma paroxetina 20 mg e 1 alprazolam ou 2.  Tinha esperanças de um dia destes nem acordar, mas para isso acho que tenho de fazer misturas mais perigosas.

Isto é uma coisa horrível de se contar a alguém. Desculpem, não é justo.

Não faço ideia do que queria realmente dizer e agora começo a desconfiar que não se trata tanto do que queria dizer, mas de querer dizer alguma coisa. Algo do género ESTOU AQUI!!!!!!

Peço desculpa, sou sincero. São vocês, podiam ser outros. Os requisitos são poucos, principalmente quando apresentados por alguém que é uma espécie de piada divina do género: Qual é o cúmulo da solidão? Tchan-tchan, sou eu: Vincent Vega! Ou seja lá qual for o meu nome.

Ia escrever "desculpem" outra vez, já a seguir, um pedido de desculpa encavalitado no outro. Uma autêntica fornicação de pedidos de desculpa. Não é difícil perceber por quê. Ninguém vos vai dizer que são pessoas fantástica por terem lido isto e terem percebido que eu sou uma pessoa miserável com uma auto-estima que é arrastada pelo mais imundo chão que há à face desta terra maldita.

Desculpem, caso haja ainda espaço para mais um pedido do género.

Sabem uma coisa? A minha psicóloga está de férias e não tenho a quem contar outra coisa: sinto-me apaixonado. Sei, de maneira clara e racional, de que é uma paixão de areia, tão de treta quanto qualquer promessa eleitoral ou publicidade estilo panaceia. Eu apaixono-me com a facilidade de quem é a pessoa mais sozinha do mundo. Mas sinto-me apaixonado. E por uma miúda de 18 anos que veio recentemente trabalhar no restaurante que estou a gerir com o meu pai autoritário, paranóico e bruto.

Só espero que passe. Logo. Rapidamente. Sou daquelas pessoas fracas. Quando me apaixono parece que só sei estar com a a paixoneta. Para o resto torno-me inútil, não sei fazer mais nada. Só pensar naquele rosto, naqueles lábios, aquele cabelo, olhar, voz, maneira de mover os dedos, andar ou respirar.

Passa. Mas eu estou farto de morrer mais um pedacinho por mais uma paixoneta irrealizável.

Desculpem, a sério, ninguém merece um vómito como este que eu despejo pra cima de vocês. Odeio-me, o que não vos servirá de consolo ou vingança imediata, mas é verdade, eu odeio-me.

Andava a querer chorar há dias e não era capaz, agora to a chorar como um merdas. Um par de murros era pouco.

Descobri que tenho epilepsia também. Antes de ontem. Ainda não contei a ninguém. Afinal de contas, não há ninguém a quem contar nada. As pessoas que vêem à volta não passam de miragem. Ninguém conhece ninguém realmente. É tudo uma ilusão. Não há nada.

Agora devia acabar com uma nota optimista mas não se excitem, daqui não sai porra nenhuma....

Peço desculpa.

Vicent_Vega

Mensagens : 38
Reputação : 6
Data de inscrição : 02/04/2014
Localização : Cu de Judas

Ver perfil do usuário http://o-homem-no-escafandro.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Olá

Mensagem por m@ry em Sex Mar 27 2015, 21:04

Vicent, ..k nome de artista..... Smile

Antes de mais nao te vou desculpar ....pk simplesmente nao ha nada pa desculpar! Todos temos problemas e nao somos exemplo para ninguem pk temos algumas coisas k gostariamos k nao existissem mas na realidade elas existem e temos k as tentar modificar ou saber viver com elas assumindo-as perante nós e os outros. Quanto ao k contaste da tua vida, posso te dizer umas coisas e desculpa se sou bruta mas eu digo akilo k penso sem rodeios e sem festinhas pk sou bastante realista. Se acabaste a faculdade digo te k de burro ou calhau nao tens nada! Tens merito e deves aproveitar a tua inteligencia para mudar a tua vida..procura fazer algo k realmente gostes e te dê prazer mesmo k nada tenha k ver com o teu curso ou k o teu pai te keira obrigar a fazer...mas nao sejas um parasita da sociedade pk assim so te sentiras ainda mais inutil, com raiva e nojo de ti mesmo . Afogar as magoas em pastilhas com alcool...mistura explosiva essa...so vai ainda deixar te mais no fim do poço. Ficar viciado acabara por completo por um possivel futuro melhor. Se estas apaixonado e se fores correspondido pk nao seguir em frente? ate pode ser k esse amor te faça mudar e teres mais autoestima por ti. Alem disso lembra-te k uma rapariga so olhara para ti com bons olhos se vir um homem correcto sem vicios maus k um dia lhe possa trazer dissabores....eu pelo menos pensaria assim....
quanto a teres psicologa....nada contra se ela te ajuda e faz bem...mas nao te eskecas duma coisa muito importante...é em ti k vais ter k ir buscar a força necessaria para mudar...és tu k tens todas as cartas na mao para poderes virar o jogo da tua vida!  Es tu k pode dar a cartada final Wink agora qto ao outro problema...nada de guardar para ti..se realmente é isso procura ajuda para controlar o problema...

força e qq coisa estamos por aki ;

M@ry

m@ry

Mensagens : 8
Reputação : 0
Data de inscrição : 23/03/2015
Localização : Maryland

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum