Últimos assuntos
Quem está conectado
6 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 6 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

Opinião sobre desabafo... Importante

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Opinião sobre desabafo... Importante

Mensagem por PedroM em Sex Set 11 2015, 01:41

Alguns ja devem ter lido mais ou menos os sintomas que tenho...


Mas preciso mesmo de desabafar tudo e saber a vossa opinião!! Sad (não, não tou com coisas alucinatorias, apenas triste por isto parecer ser simples e tar a custar a ir embora)

Ja agora, tenho 19 anos, praticamente 1,80cm menos 1 ou 2 cm no máximo... tou a acabar um curso para ser técnico de contabilidade e vou daqui a umas horas matricular em contabilidade e administração no ISCAL (melhor estabelecimento de ensino para a area que quero seguir), pior coisa é que ao fazer o ecocardiograma pesaram-me e tinha 50kg (1a semana não comi nada, só refeição grande e mesmo assim não comia metade do que custumava comer), agora ja tenho mais "xixinha" Wink mas ainda ta difícil regular a vida para poder ter o apetite de antes e engordar (saudavelmente)...

Tudo começou numa noite em que como muitos fazem, bebi umas jolas, sangria, gin... fumei basicamente 1 maço (deixei de fumar do nada com o medo que fiquei com isto, ao menos um mal que veio por bem) e dei dois bafos numa ganza (sim, muito provavelmente foi isto que ajudou a rebentar a bomba desse dia) para além de ter ido de direta depois para a praia onde não conseguia dormir...

Senti palpitações o dia todo mas nem sabia o que isso era, apenas me preocupei por sentir o coração rápido (joguei futebol e ao deitar-me o meu coração nao descia de frequência mas para pior sentia a palpitar fortemente, seja em pé, deitado ou a fszer o pino, sentia no corpo TODO os batimentos)

Fui dormir e tive dois dias como se apenas fosse um pesadelo, tudo na maior...

1° dia fui ao mac, comi como se fosse jantar e tudo bem, 2° dia (exatamente no ultimo dia do curso em que tive 1 ano inteiro sem ferias, apenas dia de Natal) vou ao mac quase na hora de jantar e ao olhar para as lindas e famosas batatas fritas que agora ja n toco nelas, nem mesmo fritas em casa tive um pensamento "tou a comer fritos ou sal a mais, ainda ontem comi dois pacotes destes"...

Tonturas do nada!... Tinha a namorada ao lado e lá fiz de forte... Tudo como se fosse o rambo, toca a andar!

Chego perto de casa e da minha mãe, tonturas ainda! E ao chegar a casa e a ligar para a saude 24 reparei que tinha taquicardia (120 por ai, em pé) e fizeram mil perguntas para saber se era infarto, se me doía isto ou aquilo... Apenas tava tonto e acelerado!!!!! -.-

Mandaram beber camomila e relaxar... Mas casmurro como tudo, fui então ao hospital... Sentei-me na triagem (96 bpm) "veja lá se não quer ir ao psiquiatra"...

Pulseira verde e umas 3 horas de espera, acabei por fumar pela ultima vez nessa tsl espera de 3 horas... Ao ir para o gabinete, mediram-me as pulsações (115/120, sentado e nervoso como tudo, mais nervoso por ter visto tanto doebte num cubiculizinho)... ECG ritmo sinusal a 120

Mandou-me fazer ECG, Ecocardiograma e depois no posto de saude a medica de família quis que ainda fizesse o holter para confirmar melhor

Fiz, ECG de 97 (ligeira taquicardia, mas nervoso como) sinusal...

Ecocardiograma, tudo normal... Nada espessado, nada dilatado... Isto a 100 bpm +/- "ta tudo normal, tem que resolver isso" (parte psicologica apesar de nao ter dito a palavra)

Holter... 58 bpm minimo, 85 bpm de media e 139 de max (talvez a subir escadas)... Tive quase sempre sentado sem ser as 3 a 4 horas depois de meter o holter... Pelo que me parece a minha media em pé é 100 bpm sem tar nervoso, sentado uns 85 ou menos e deitado 70 pa baixo

Nuncs tomei nada nessa altura, nem diazepam no hospital, nem comprado em farmacias nem outra coisa qualquer...

Reparava que a noite n sentia os batimentos no peito, mas de manha ele vinha com a energia toda (uma das questões que sempre tive)

Fui andando, andando até me dar um ataque que tava tão nervoso que la fui ao hospital, resultado... Infiltrei-me na triagem e obriguei a medir a pulsação (fui mais duas vezes e fiz sempre o mesmo, entrei na triagem ainda sem ficha feita e o resultado foi sempre igual, pulseira laranja, imediatamente la pa dentro!)

Nas duas primeiras em que fiz, ECG (nervoso e pálido), tomei diazepam 10 mg em pó, sendo que na segunda vez tinha ja tomado 2,5 ao acordar e 2,5 mal sai do trabalho para o hospital... Exames ao sangue nas duas vezes, tiroide e tudo e tudo bem... Um manda-me pa casa com tratamento de benzos (tive 5 dias com diazepam, larguei e senti-me normal por mais 4 dias até que fui à 2a urgencia...) na segunda deram-me um milagre que só durou duas semanas INDERAL (o meu coração nem dos 90 bpm se aproximava, podia correr e fazer o pino que em 5 seg ficava de novo bem) era para ser tomado 3 vezes ao dia mas como acordava tarde só tomava 2 as refeições principais... Duas semanas depois, não me faz efeito NENHUM... Conclusão, tou com inderal que devia estabilizar os.batimentos mas estou com taquicardia na mesma (nervoso como é obvio)... La fui eu entrar pela triagem a dentro pálido... Ao verificar a minha pulsação assustou-se...

"O rapaz a explicar o que tinha tava a 80 e do nada subiu pa 120" (ou seja, pensou que era uma arritmia marada e instavel) nem a minha namorada me pode acompanhar, levou logo pa zona de reanimaçoes para o caso de me dar um treco... Reclamaram por nao me ter levado a fazer um ecg normal para saber se era sinusal mas o rapaz até me deu pena pela preocupação que teve comigo (ainda agora me apetece ir lá ver quando trabalha só para lhe agradecer)

Fizeram uma especie de ecg mas na cadeira de rodas... Taquicardia sinusal... Again

Tinha uns 8 medicos, metade cardiologistas a olhar para o ecran acima de mim, e uma menina com uma agulha a tentar abrir um buraco na mão (talvez para soro, nunca meti logo n sei, mas pelo que vejo nos outros era capaz) mas como eu sou anti porcarias medicas, gosto do meu sangue como ele é, ela espetou bem fundo e resultado... Nem uma gota, tava gelado e contraido, talvez isso ajudasse a taquicardia (tava com inderal mas tmb n tava nervoso)

Não me deram nada pa acalmar e mandaram para a psiquiatria com 130bpm e sem a cadeira de rodas, sem nenhuma auxiliar ou assistente... Completamente sozinho


Historia do psiquiatra "quem lhe disse que com 19 anos vai ter um ataque no coração , mentiu... O seu coração é saudavel e forte... Deixe ele bater à velocidade que quer... Ele mandou o inderal dar uma volta, talvez 10mg ja n cheguem para ele... Voce vai deixar de pensar no coração e não toma mais nada, apenas diazepam se não conseguir controlar, tipo SOS"

Sim, até ontem eu verificava os batimentos de 2 em 2 minutos... Até mesmo a escrever algo, mas agora tou melhor nisso mas tomando um beta bloqueador fiquei preocupado em continuar com taquicardia

As questões são simples...

O inderal ou outro do gênero pode deixar de fazer efeito em doses baixas (10mg 2x ao dia) ou é algo já que desenvolvi com tanta ansiedade que nem com inderal se safa de correr a minha pulsação?

Tou a tomar apenas 1 de 10mg apenas para nao fazer um corte do nada, amanhã ja deixo o inderal "na dispensa"... E estou a tomar diazepam generico 5mg a noite para me acalmar nestes dias iniciais sem inderal... Tenho o vallium (será melhor?)... Amanhã tmb irei deixar o diazepam...


Queria mesmo saber é a vossa opinião nisto... Será que o meu problema é mesmo o comportamento obsessivo-compulsivo com a pulsação e assim gero ansiedade visto que quanto mais verifico mais ele acelera e depois fica bola de neve???

Devo seguir o que o psiquiatra (maluco, ou sei la o quê) que é deixar tudo de medicamentos e deixar o.coração bater?? (Eu tenho tentado esquecer mas.passado umas 3 horas la vou ver como tou, e estou a cerca de 95/100) onde a questão é... Se com inderal ficava a 85 (em pé) andar com o coração a 90-95-100-105 sempre que tou em pé não fará mal??? (Claro que nos momentos em que não ligo a isso ele pode descer a frequencia mas tou a "falar" por baixo ou neste caso a por a pior das hipoteses)

Sei que quando ja fico meio nervoso ou tou o dia todo em pé, ao deitar fico a 85 e só passado uns 20 mintos é que la.vai para os 75-70 bpm... E com sono fica nos 65 +/- (em que quase nao sinto o coração no peito e depois ao acordar, pula como se tivesse ganhado energia para um mês mas sempre na faixa dos 75 bpm)


A minha ideia é voltar a fazer ecg, ecocardiograma e holter numa clinica e depois do diagnóstico fazer a de esforço para ter tudo completo (quero ter a certeza que aquilo do inderal n funcionar não é porque o coração sofreu qualquer coisa)


Foquei no coração porque é o que preocupa-me, apesar das 50 faltas de ar e umas 5 dores diferentes por dia (peito, braço, pescoço,etc) ... Agors tou a tentar esquecer e.tou minimamente a conseguir...


Resultado:
Nada de sintomas de falta de ar, apenas uma dor ou outra no peito, mas desta vez mais perto do coração o que me deixa por uns segundos meio em alerta mas "deixo andar" deve ser da tensão muscular toda...

Mas mesmo sem os outros sintomas, continuo com a taquicardia... Sim, se verificar fico com taquicardia, algumas vezes quando demoro umas horas, noto que ta abaixo de 100, por volta dos 90 mas basta um pensamento e sobe de novo...


Desculpem o testamento :/




_______________________________


Apenas queria desabafar tudo, e se alguém teve algo do gênero que me diga como ta a superar ou dar um conselho... Tudo começou nos batimentos, mas ja levou a dores em tudo o que é sitio


PedroM

Mensagens : 27
Reputação : 0
Data de inscrição : 31/08/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Opinião sobre desabafo... Importante

Mensagem por pedrolopes58 em Sex Set 11 2015, 18:53

Penso que todos aqui de uma forma ou de outra já passaram por esse caminho. Baterias de exames médicos, fobias, obsessões. Parece-me estares demasiado obcecado pela parte cardíaca. Se te sentes incapaz de lidares sozinho com o que estás a passar, antes de procurares um psiquiatra, que no fundo optam quase todos pela via dos quimicos, tenta a psicoterapia com um bom psicologo. A superação está em nós (que bonita frase), mas muitos de nós, sozinhos não conseguem...eu tb passei por isso e por vezes ainda passo, mas habituei-me a conhecer-me, perceber os sintomas (especialmente fisicos) e aprendi a desmonta-los, entender a sua origem e não entrar em angustia, se assim não fosse, andaria permanentemente stressado, angustiado e a minha vida seria um inferno. Fiz dezenas de exames (a maioria ao coração, incluindo cintigrafias com prova de esforço), todos os resultados deram negativo para doenças cardíacas, no entanto, volta e meia a cabeça anda ás voltas, porque sinto pontadas no peito, extrassistoles, aquele aperto enorme no torax...enfim the all package. Procuro ser racional e sei que os exames que fiz deram-me outra realidade que a minha cabeça se recusa a acreditar. Vai com calma, racionaliza primeiro antes de entrares em pânico.

pedrolopes58

Mensagens : 38
Reputação : 7
Data de inscrição : 19/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Opinião sobre desabafo... Importante

Mensagem por PedroM em Sex Set 11 2015, 20:40

Atualmente já não ligo nem tenho mais ataques, nem dores (apesar de raramente dar uma picada)

O meu problema sem ser as palpitações (também raras) é o de "esquecer" o coração e ele estar mesmo com taquicardia (sem ansiedade) e ando a esforça-lo e como me estou a habituar a esquecer o foco nele... Acabo por reparar quando ja tiver com uma doença no mesmo...

É só isso :/

PedroM

Mensagens : 27
Reputação : 0
Data de inscrição : 31/08/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Opinião sobre desabafo... Importante

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum