Últimos assuntos
» desmame alprazolam
Ontem à(s) 17:22 por caco1

» Timidez ou fobia social?
Ontem à(s) 13:15 por ester

» Impotencia sexual
Ontem à(s) 03:47 por Soneca-sonda

» Solidão de passagem de ano, gostavam de fazer alguma coisa?
Dom Jan 15 2017, 00:44 por Lilithys

» Desmame Triticum
Sex Jan 13 2017, 22:27 por Pedro_S

» Genérico de sertralina 50mg
Qui Jan 12 2017, 20:30 por viper

» EMDR alguém conhece ou já fez?
Qui Jan 12 2017, 11:39 por viper

» Vida a ser vivida!
Qua Jan 11 2017, 22:17 por ester

» Desmame de Alprazolan, Slablon e Inderal ºº AJUDEM-ME POR FAVOR
Qua Jan 11 2017, 20:58 por viper

» Como voltar à vida activa
Qua Jan 11 2017, 20:51 por viper

Quem está conectado
13 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 13 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 52 em Sab Fev 01 2014, 18:10

Relacionamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Relacionamento

Mensagem por Simony em Dom Dez 20 2015, 15:13

Terminei o namoro pode ser feio falar isso mais parece que não vou superar todos os outros anterior conseguir seguir mais agora parece que vou enlouquecer, fui no psicólogo e não resolveu nada, amanhã vou a psiquiatra espero que melhore não consigo sair do quarto é do trabalho pro quarto todo dia assim já não sei o que fazer

Simony

Mensagens : 2
Reputação : 0
Data de inscrição : 20/12/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por rosa em Qua Dez 23 2015, 02:21

Simony. Antes de mais você deve compreender os seus sentimentos,e depois saber o que fazer com eles. Psiquiátra serve somente para lhe receitar medicação não para resolver seus problemas. Procure ajuda num psicólogo ou em alguém que você confie. Procure e pensa conselhos,desabafe. Mas lembre se que só você pode mandar nos seus sentimentos. E lembre -se que se o passado fosse bom, não era passado mas sim presente. Para ser feliz tem que deixar muita coisa lá no passado.

_________________
Smile "Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes. Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la intensamente". Laughing I love you bounce sunny

rosa

Mensagens : 128
Reputação : 9
Data de inscrição : 24/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por lexbr91 em Qui Dez 31 2015, 19:55

Eu acho muito preocupante como o nos seres humanos atualmente estao tratando seus problemas,eu tenho certeza que n vai ser uma pilula que vai resolver seu problema,olha eu nao conheço niguem nesse mundo que nunca sofreu por niguem, isso faz parte da nossa jornada,nos devemos olhar a causa do problema,hoje medicos so querem passar medicamentos,nao procuram a raiz do problema, e o paciente quer uma pilula que resolva tudo,se exercite cuide da uma alime taçao e seu corpo,duvido que em alguns meses vc nao esteja muito menos,minha opiniao sobre esses medicamente psiquiatricos é simples,eles nao funcionam,alem disso vem carregados de efeitos colaterais.

lexbr91

Mensagens : 104
Reputação : 11
Data de inscrição : 31/12/2015
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por wal em Qua Jan 06 2016, 18:58

Já é o segundo casamento que pra mim não dá certo. Apesar de a culpa não ser apenas minha, estou tentando me conformar em viver só, pois não consigo encontrar saídas para as crises que os relacionamentos enfrentam. Devido aos transtornos, não consigo encontrar ânimo pra enfrentar o menor problema que surge no relacionamento. Estou sofrendo muito no momento, pois ainda amo muito minha ex-esposa, e a falta dela faz piorar minha situação demais. Crying or Very sad

wal

Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 06/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por Barbara Reis em Qua Jan 06 2016, 19:42

Caríssimos,
Pensem em todos aqueles que se separam, divorciam e não têm nenhum transtorno... eu era muito feliz a namorar durante vários anos e divorciei-me passado poucos meses após o casamento, um amigo super bom de cabeça (ele e a namorada), viveu com a namorada muitos anos, casou-se e divorciou-se logo de seguida... Não se culpem... separem as coisas. perturbações e relacionamentos são coisas diferentes. por vezes, as dificuldades das pessoas ainda unem mais nos relacionamentos... O meu ex já casou 3 vezes, uma conhecida casou 6 vezes... logo, não se martirizem!!! e se ainda gostam de alguém corram atrás, se não gostam acreditem no futuro. Ninguém sabe que o universo nos reserva :-)

Barbara Reis

Mensagens : 232
Reputação : 17
Data de inscrição : 06/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por rosa em Sex Jan 08 2016, 02:33

A Bárbara Reis tem razão mas... Há pessoas que por diversas razões são demasiado carentes e quando têm uma relação vivem somente para a pessoa, vêem a vida em torno da pessoa com quem estão..Quando as coisas correm mal,porque não existem relações perfeitas, as pessoas entram em depressão porque não conseguem seguir em frente, porque viveram de olhos postos na pessoa que tinham ao lado. Muitos vem dizer que é obcecao, a chegar a certo ponto pode chegar mesmo a ser uma obcecao que se torna uma doença em que se a pessoa não tiver ajuda bate no fundo completamente. Falo por experiência própria, já tive um relacionamento contorbado que não era relação nenhuma mas que eu vivia obcecada em fingir que era. E foi preciso bater muito em mim e bater no fundo para perceber o quanto estava errada. Hoje tenho um relacionamento sério há quase 4 anos, com momentos bons e maus, sobretudo a fase em que o meu namorado enfrentou um cancro,o que me levou afastar me dos meus amigos, colegas, para cuidar dele,para estar do lado dele mas não me arrependo disso, porque sei que se a nossa história acabar ele vai ficar grato por me ter tido na vida dele,e eu grata por tet crescido com ele. Mas por viver tanto para ele e com ele, e porque apesar dos meus 25 anos, acredito que o amor eterno existe quando as pessoas se dão ao trabalho de lutar contra os problemas que teem entre elas, o que já não acontece nos dias de hoje, simplesmente se usam e deitam fora como sacos descartáveis. Não penso assim, não sou assim, e quero acreditar que existem finais dos felizes para sempre ou juntos para sempre, e no entanto o meu namorado é divorciado e teve um relacionamento de 10 anos que passado 2 de casamento acabou...

_________________
Smile "Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes. Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la intensamente". Laughing I love you bounce sunny

rosa

Mensagens : 128
Reputação : 9
Data de inscrição : 24/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por Barbara Reis em Sex Jan 08 2016, 16:33

Rosa,

Percebo perfeitamente o que disse, já passei pelo mesmo. Divorciei-me e fiquei sozinha sem ninguém com quem sair, passear, ir ver um filme, conversar, sei lá... Eu não tinha vida social, só o meu marido que era o melhor amigo. A forma que eu escrevi teve como intenção minimizar a importância da perda pois todos estamos sujeitos. Quando se perde a companhia e ficamos sozinhos, por muito que nos custe, não nos podemos fechar. Temos de sair nem que seja para ir à psicóloga ou à missa... Eu fiz-me reikiana e ganhei uma família. Temos de lutar por nós. e esforçarmo-nos muito!!!

Barbara Reis

Mensagens : 232
Reputação : 17
Data de inscrição : 06/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por rosa em Sex Jan 08 2016, 19:24

Sim isso é verdade Bárbara...

_________________
Smile "Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes. Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la intensamente". Laughing I love you bounce sunny

rosa

Mensagens : 128
Reputação : 9
Data de inscrição : 24/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por Psicoterapeuta José Olive em Sex Jan 08 2016, 23:50

Simony, você tem que começar removendo os seus gatilhos mentais para se lembrar dele. Este é o primeiro passo. Então se você tem um presente que ele te deu que te faça lembrar dele, remova-o do seu ambiente completamente. Se você tem alguma música que toda vez que escuta você se lembra dele, pare de escutar esta música.


A nossa mente "carrega" emoções via gatilhos, e coisas e sons são a ordem para o seu subconsciente trazer à tona as memórias e inclusive, os sentimentos.


Por isso você deve começar pelos gatilhos, removendo todos. Até que você não associe mais a música ou qualquer outra coisa ao seu ex-namorado.


A dor de ficar pensando nele porém, vai demorar um pouco mais de tempo e você terá que se esforçar para OCUPAR SUA MENTE. O que funciona melhor é fazer e ver coisas que te fazem rir, pois rir é realmente um dos melhores remédios. É científico isso.


Espero ter ajudado querida.
Abraços

Psicoterapeuta José Olive

Mensagens : 21
Reputação : -1
Data de inscrição : 08/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por wal em Ter Jan 12 2016, 11:29

Saudações...

Venho enfrentando grande dificuldade de superar a ausência de minha ex-esposa devido a tais gatilhos. O que acontece é que após três meses do rompimento, enfrento uma nova fase do luto, na qual parecem ter desaparecido todas as lembranças ruins e o motivo do término, permanecendo somente os bons momentos. Isso tem me trazido tristeza profunda e piorado minha condição. O motivo que me fez por fim ao casamento foi o fato de eu ter duas filhas pequenas, de quatro e seis anos, e minha ex não conseguir lidar com essa situação. Ela não conseguia compreender a necessidade de cuidado, afeto e criação que preciso e quero dar as filhas. Apesar de sempre haver uma escolha, sinto que minha obrigação de pai fez anular as opções, me trazendo hora conforto por ser o certo a fazer e hora desgosto por não me deixar saída. Sinto demais a falta dela, e não consigo me desvencilhar dos gatilhos. Mas o que me tem mais afetado são os sonhos que tenho com ela, de que estamos juntos e felizes. Isso tem me feito acordar profundamente deprimido, em prantos de saudade.
Não estou conseguindo lidar com tal situação de luto, pois é a primeira vez que alguém me faz tanta falta, e a solidão que antes era uma companheira, tornou-se um martírio, pois minha ex me ajudava, me motivava e animava, de certa forma me ajudando a superar a depressão.
Pra piorar ainda mais, estou morando com meus pais, em outra cidade, pois meu pai tem atrofia muscular, não consegue mais andar, e minha mãe está doente por ter cuidado por tanto tampo dele. Ambos precisam de minha ajuda agora. Preciso cumprir minha obrigação de filho.
Outra dificuldade foi o fato de minha mãe ter sido contra meu segundo casamento, tornando minha vida um inferno durante o tempo que estive junto com minha ex. Isso me trouxe profunda mágoa, e não consigo perdoar minha mãe e também meu pai pelo que eles contribuírem de certa forma para o término.
Agora mais do que nunca não consigo me sentir parte de nada, me tenho como um hóspede em um lugar onde não quero estar. Sem possibilidade de saídas.
Tentei por três anos contornar a situação, mas por mais sentimentos que tenho por minha ex, ver minhas filhas sofrendo pela ausência do pai, por tamanho afeto que temos uns pelos outros não me deixou opção.
Não estou mais tomando medicação antidepressiva, pois os efeitos colaterais estavam insuportáveis. Somente o que tem me ajudado é o ansiolítico de S.O.S., pois quando as emoções e sentimentos ruins, e a saudade se tornam insuportáveis, a ansiedade ataca e preciso da ajuda dele.
Agora minha vida tem sido de casa para o trabalho, e de volta para casa, me trancar no quarto até o próximo dia. O que tem me ajudado é a academia (que por sorte não perdi o ânimo para frequentar) e filmes, que vejo todo dia até adormecer, tentando ocupar a mente e afastar os pensamentos em minha ex, que vem a cada minuto do dia, pois a falta que ela me faz é impossível de explicar.
Não estou conseguindo continuar...

wal

Mensagens : 3
Reputação : 0
Data de inscrição : 06/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por Psicoterapeuta José Olive em Ter Jan 12 2016, 11:37

Wal bom dia,
É totalmente entendível o seu nível de dificuldade amigo, especialmente o de não conseguir vencer os gatilhos mentais porque isso depende de tratamento. Eu posso te ajudar mas ai neste caso precisaríamos de fazer uma bateria intensiva de reprogramação mental do seu subconsciente, que guarda estas memórias e outras coisas que te trazem desgosto e te deixam depressivo. Como você pode ver, existem coisas que você mesmo faz que transformam o seu estado mental te colocando em um estado de bem-estar, mas existem outras coisas na sua casa que disparam pensamentos negativos. O que iremos fazer é reprogramar estas associações do seu cérebro e criar um bem-estar completo, mas isso é feito através da Hipnoterapia e da Programação Neurolinguística.

Eu faço um evento de Perguntas & Respostas as quintas-feiras as 20h, participe e conversamos mais lá

http://www.libereseupotencial.com/inscreva-se-perguntas-ao-vivo/


OU você pode fazer uma avaliação online direto.
Mas saiba que estou aqui para ajudar Smile

Fico no aguardo
Abraços

Psicoterapeuta José Olive

Mensagens : 21
Reputação : -1
Data de inscrição : 08/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Relacionamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 15:02


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum