Últimos assuntos
» Zolpidem e Anafranil
Hoje à(s) 16:30 por Juka

» Despersonalizacao
Hoje à(s) 14:22 por Contablogue

» SENSAÇÃO DE DESMAIO AO FECHAR OS OLHOS PARA DORMIR...
Hoje à(s) 10:49 por Duarte

» Zumbido (?)
Ontem à(s) 12:44 por Marta

» DESMAME DE ANTIDEPRESSIVOS E ANSIOLÍTICOS
Dom Nov 19 2017, 23:05 por Brick

» Extra sistoles , palpitações
Dom Nov 19 2017, 01:52 por Me

» Valdoxan.. efeitos secundários
Sab Nov 18 2017, 16:20 por Convidado

» Como ajudar uma pessoa com ansiedade?
Sab Nov 18 2017, 09:48 por ester

» Ciência, Ansiedade e Ayahuasca
Sex Nov 17 2017, 12:52 por Bruno Valentim

» Ciência, Indíos e a Ayahuasca
Sex Nov 17 2017, 12:49 por Bruno Valentim

Quem está conectado
21 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 20 Visitantes

Ant88

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

Um desabafo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um desabafo

Mensagem por rafaelbragat em Qua Jan 13 2016, 02:01

Bom eu tenho 21 anos e considero minha vida uma verdadeira perda de tempo,desde pequeno sentia como se eu fosse diferente,vivia em um mundo isolado de todos.No inicio eu era apenas diferente,tinha alguns amigos mas eu nunca me importei muito em manter minhas amizades,realmente nunca fui bom com essas coisas sociais.Eu era de uma escola com poucas pessoas umas 15 na sala até meus 9 anos e depois me mudei para uma sala de 40 pessoas.
Essa mudança foi muito difícil para mim,eu não falava com ninguém,ficava o intervalo inteiro sozinho na sala,não por que os outros nao queriam falar comigo mas,realmente eu nao sabia me socializar e preferia me isolar a passar por situações que me deixassem nervoso,as vezes um pessoal me chamava para aniversários e coisa assim,mas eu nunca ia.Me perguntavam por que eu era tao quieto,sozinho e diferente.O problema é que eu também não sabia a razão disso e eu também me sentia um pouco incomodado.
Em casa e com a família era a mesma coisa,até hoje não tenho muito contato com primos e tios,não falo mais do que algumas palavras com eles,apenas respondendo o que me perguntavam com o minimo de palavras possíveis e logo então indo para meu canto.
Aos 11 anos mais ou menos eu estava super estressado queria me matar,brigava com meu pai e mae todos os dias,acabei indo em uma psicologa por alguns meses mas nunca consegui me abrir de verdade,sentia que não consigo me expressar muito bem e com alguns meses parei de ir.
Assim meus anos foram passando,sempre da mesma forma.Com a idade fui cada vez me isolando mais e mais,entao comecei a me interessar por musica,violão e guitarra,passava cerca de 5 a 8 horas trancado no meu quarto treinando.Apesar de eu me matar treinando nunca,vi nenhum talento e nem muito potencial em mim mesmo,eu apenas tocava no meu quarto nunca me apresentei nem nada disso.
Aos 17 fui diagnosticado com cancer,e minha medica sugeriu que eu procurasse uma psicologa e um psiquiatra para me ajudar nesse momento difícil.Imagino que como passei todos esses anos querendo morrer mas sem coragem o suficiente para cometer suicídio,meu corpo acabou dando um jeito por si só.Por mim eu deixaria que o cancer me levasse,mas nao tinha como eu explicar isso a meus pais e alguns poucos amigos,entao mesmo contra minha vontade fiz o tratamento.Durante esse tempo continuei indo no psiquiatra e psicologa,os quais me diagnosticaram com fobia social.
Penso que essa fobia social seja apenas um sintoma de algo maior de algo maior.Sempre me senti diferente,desde pequeno como mencionei anteriormente,sem habilidades sociais e sinceramente eu realmente nao fazia tanta questao de me socializar ou ter mais amigos,porém admito que algumas vezes sentia falta disso tudo,sentia falta de ser normal. Entao comecei a pesquisar por conta propria o que eu poderia ter,já que nao me abria de jeito nenhum com meus médicos,e acabei descobrindo a síndrome de asperger e me interessei muito logo que li,nunca tinha me identificado tanto com algo,eu lia aquilo e me via claramente.Até cheguei a comentar com uma pisicologa sobre isso mas acho que ela nao me levou a serio,entao acabei trocando.
Por coincidencia ou nao,alguns anos depois meu melhor amigo foi diagnosticado com asperger.Eu nunca tinha comentado com ele que eu achava que eu poderia ter essa sindrome até entao.
E hoje depois de anos e anos dessa vida em meu próprio mundo resolvi criar um cadastro aqui e me abrir.É isso...



rafaelbragat

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 13/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um desabafo

Mensagem por Psicoterapeuta José Olive em Sex Jan 15 2016, 16:34

Rafael,
A sua história é realmente impressionante. Impressionante mesmo. Eu gostaria de saber quais OUTROS hobbys você tem fora a guitarra? Isso pode me ajudar a encontrar alguns pontos que podem estar te prejudicando sem você mesmo saber.

E quanto à fobia social amigo, veja este artigo que escrevi ontem
http://www.libereseupotencial.com/como-vencer-a-timidez-o-processo-mais-pratico-para-vencer-este-dificil-problema/

Seu desabafo não foi a toa Rafael, saiba disso.
Abraços

Psicoterapeuta José Olive

Mensagens : 21
Reputação : -1
Data de inscrição : 08/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum