Últimos assuntos
» Ansiedade ao adormecer?
Ontem à(s) 21:23 por ester

» DESMAME DE ANTIDEPRESSIVOS E ANSIOLÍTICOS
Ontem à(s) 20:20 por Kely

» Jogos de computador
Ontem à(s) 17:57 por viper

» Choques elétricos?
Ontem à(s) 17:53 por viper

» Paraxetina desmame
Qua Jul 26 2017, 20:11 por Barbara Reis

» Clínica da Mente - Alerta com base na minha (má) experiência
Qua Jul 26 2017, 17:59 por caferreira

» 6 meses sem mirtazapina
Qua Jul 26 2017, 13:34 por zeta

» Depressão (?)
Qua Jul 26 2017, 13:24 por zeta

» Meu pai tem transtorno bipolar, é possível eu ter TDAH ao invés de Transtorno Bipolar ?
Sex Jul 21 2017, 15:39 por Paullete2

» Parada abrupta dos medicamentos
Sex Jul 21 2017, 10:53 por lyraylemos

Quem está conectado
9 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 9 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

Como vocês se sentiriam se fosse com vocês?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Como vocês se sentiriam se fosse com vocês?

Mensagem por Semnomedefinido em Sab Abr 16 2016, 04:59

Eu vivo em uma casa com uma pessoa que finge gostar de mim, mas fala mal pelas minhas costas. Ela pensa que eu não escuto quando ela fala mal de mim, porém, eu apenas finjo, minha audição é muito boa, sempre foi, desde criança.
Eu tenho bastante dinheiro guardado, ganho com meu próprio esforço, e não posso gastar nada, pois essa mesma pessoa dá palpite em tudo, até no que não a pertence. Isso faz eu me sentir mal, até mesmo por estar em casa.
Mas vamos contar como foram as coisas desde princípio.
Eu prefiro não revelar meu sexo, apenas minha idade. Tenho 28.
Há cerca de 2 anos eu larguei meu antigo emprego por estar me sentindo mal. E realmente, minha vida não ia bem e eu tinha dificuldades de sair da cama, ainda tenho.
Ao longo do tempo que trabalhei (eu ganhava um salário alto), consegui investir uma boa parte de dinheiro em alguns títulos, e obtive uma quantia significativa em retorno, cerca de R$ 80,00. Isso é o suficiente para que eu possa permanecer em casa, sem trabalhar, até que eu me sinta melhor comigo mesmo.
Acontece que, ao sair do meu emprego, eu fui diagnosticado com depressão, e realmente, eu já apresentava os sintomas a muito tempo, só não queria acreditar. Até o momento eu estava aguentando e me distraindo, mas quando eu larguei o emprego tudo piorou.
Eu tentei me suicidar, já faz quase um ano, mas não deu certo. Eu tentei cortar meus pulsos, na vertical para sangrar mais, como aprendi na internet (sagrada ferramente), mas acabei desistindo antes mesmo de acertar a veia. Ninguém nunca ficou sabendo disso e eu apenas menti que havia me cortado. Alias, o fato de ninguém nunca ter ficado sabendo é um grande motivo para que eu mantenha minha identidade em segredo.
Eu moro na casa de meu pai, junto com minha madrasta, e antes que me chamem de vagal, eu tenho 50% de propriedade da casa, pois ajudei a pagá-la.
Eu ainda ajudo em casa, dando dinheiro para as despesas como comida, água, eletricidade e internet. Sendo que água, eletricidade e internet pago sozinho, o resto apenas dou uma ajuda.
Minha depressão não necessita de remédios (ainda), porém, eu sinto que está piorando pois nos últimos dias só levanto da cama para comer e tomar banho e não sinto mais vontade nem de comer as coisas que eu tanto gostava antes. Todas as comidas me parecem sem gosto e sem graça.
Acontece que eu vivo com minha madrasta. Ela finge e acho que até tenta ser uma boa pessoa, mas ela me julga demais.
Minha casa é pequena, e eu frequentemente escuto ela falando mal de mim de meu quarto, enquanto ela pensa que eu estou dormindo.
Ela diz que eu poderia estar trabalhando, que eu não trabalho porque não quero, que eu sou irresponsável, uma pessoa preguiçosa. Ela não entende, e nem faz questão de entender que tenho depressão. Pra ela é tudo frescura.
Porém, eu ajudo muito mais do que ela em casa, com as despesas, com tudo. Ainda assim ela me julga.
Há cerca de uns 8 meses, eu tive vontade de comprar uma esteira para caminhar. Eu sempre gostei de fazer atividades físicas e o médico disse que isso me ajudaria a ter mais ânimo. Então eu gastei 2 mil reais em uma, do meu dinheiro, que ganhei trabalhando.
Ela me julgou pessoalmente, dizendo que eu estava comprando algo muito caro para alguém que não trabalhava. Isso me fez ficar em meu quarto por uns 3 dias, saindo só para ir no banheiro, pois eu não queria nem ver ela na minha frente, de tanta raiva.
Meu pai é muito passivo, ele até me defende quando ela fala mal de mim, mas atitudes mesmo ele não toma.
Eu já procurei alguns conselhos na internet, mas a maioria das pessoas apenas me diz para sair daqui e procurar outro lugar para morar, porém, a casa é minha, eu tenho direitos sobre ela, eu pago as contas, eu quero ficar.
Sem falar, que se eu analisar que, quando minha mãe morreu (que detinha 50%) da casa, a parte dela da erança ficou comigo. Ou seja, além de eu ter ajudado a pagar a casa desde 2008 até 2013, quando ela foi quitada, eu ainda tenho a parte de minha mãe como herança. O que me faz ter mais porcentagem da casa que moro do que até mesmo meu pai.
Lógico que eu não abusaria de meu pai, ele sempre me tratou muito bem. Mas ele poderia ter escolhido uma madrasta melhor.
Enfim, eu não sei porque escrevi isso, e provavelmente esse texto vá se perder salvo em meu computador sem eu ter coragem de divulgar em lugar nenhum, mas senti vontade apenas de desabafar sobre isso, por para fora, pois realmente, as coisas não são fáceis para mim.
Eu resolvi não me lamentar muito nesse texto e apenas expor os fatos pois meus lamentos não são tão importantes para quem quer ler, mas sim os fatos, e os fatos são que eu me sinto uma prisioneira dentro de minha própria casa, na qual eu não posso nem comprar o que gosto com meu dinheiro para usar pois sempre terá alguém que não faz nada para dar palpite em minha vida e passar o dia todo fofocando de mim para os outros.
Desculpem se o texto ficou confuso e longo.
Então, como vocês se sentiriam se fosse com vocês?

Semnomedefinido

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 16/04/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como vocês se sentiriam se fosse com vocês?

Mensagem por ester em Sab Abr 16 2016, 22:39

Boa noite, realmente as pessoas que te aconselharam a sair de casa estão certos. Se queres sair da depressão estar numa casa em que ninguém te valoriza, desculpa mas vai ser difícil melhorar!
Penso que tens que começar de novo a viver a tua vida e não a vida dos outros.
Tens que começar a tratar desta depressão porque sem medicação, é muito difícil conseguir sozinho.
Aconselhava-te a ir passar uns dias fora deste ambiente. Se não tens dinheiro, pode ser em casa de amigos. Ninguem necessita de saber onde vais senão talvez te critiquem! Diz somente que vais a uma entrevista de emprego.
Nestes dias tens que analisar a tua vida e estabelecer objectivos. O que queres fazer da vida?
A vida merece de ser vivida! Tenho a certeza que és uma pessoa excepcional cheio de talentos.
A qualquer momento, qualquer pessoa pode mudar a sua vida e ser feliz! eu sou a prova disso.
Eu estou apaixonada pelo desenvolvimento pessoal e posso te ajudar!
Se quiseres falar mais, não hesites, responde-me.
Eu tenho muitas pessoas próximas que sofram de depressão e por isso, compreendo-te.
Tens que saber que é a própria depressão que mata toda a tua motivação. Não tens culpa, é própria desta maldita doença.
Tu perguntas que eu me sentiria? Muito mal mas tentaria de todas as minhas forças encontrar soluções para resolver os meus problemas e para ser feliz de novo.
Tens o amor do teu pai, isso é muito positivo.
Tens um rendimento extra e tens todo o direito de usufruir dele! És um adulto!

ester

Mensagens : 115
Reputação : 8
Data de inscrição : 08/04/2016
Localização : portugal

Ver perfil do usuário http:// http://portuguesesfelizes.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum