Últimos assuntos
» Alprazolam ou Triticum
Ontem à(s) 15:16 por Convidado

» Conviver com o monstro da Insônia
Ontem à(s) 14:53 por zeta

» Medo de enlouquecer
Qui Ago 17 2017, 16:15 por JonnyFrota

» Por favor, conselhos, ajuda
Qui Ago 17 2017, 11:12 por SuMarques

» Alprazolam sem efeitos p/ Insônia
Qui Ago 17 2017, 11:09 por SuMarques

» Ansiedade pré-casório
Qui Ago 17 2017, 11:05 por SuMarques

» Reações adversas dos antidepressivos
Qua Ago 16 2017, 22:27 por Convidado

» Hipocondriaca
Qua Ago 16 2017, 10:25 por JonnyFrota

» Esquizofrênia
Ter Ago 15 2017, 19:46 por ABairon

» Como tomar doses reduzidas no desmame de sedoxil
Seg Ago 14 2017, 11:49 por Tac

Quem está conectado
19 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 17 Visitantes

seasons, vifc79

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

A minha jornada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A minha jornada

Mensagem por Alicee em Ter Jun 21 2016, 21:34

Boas Smile chamo-me Alice tenho 23 anos e esta é a minha história sobre ansiedade/depressão/ataques de pânico.

Ora, sempre fui bastante tímida, introvertida, não falava com ninguém por “medo”, achava-me inferior a tudo e a todos, carregava o peso do mundo nos meus ombros. Devido a isso, sofri bullying desde os 6 anos até praticamente ao 12º ano, e tive depressão desde que me lembro(embora só tenha descoberto isso com 18 anos, pois eu achava que já fazia parte de mim, da minha forma de ser).
Aos 18 anos tive o meu primeiro ataque de pânico, num autocarro. Foi terrível, senti imensa dor no peito, vontade de fugir, queria que acabasse rápido, tonturas, cólicas, suores frios (…) por fim, hiperventilei, acabando mesmo por desmaiar. No hospital disseram que tinha tido um ataque de pânico e receitaram-me medicação, da qual não me lembro porque me recusei a tomar o que quer que fosse.
Fui ao psicólogo que me disse que tinha basicamente de mudar a personalidade toda (coisa fácil, portanto…). Com o medo de voltar a ter um novo ataque de pânico desenvolvi a síndrome do pânico. Os médicos receitavam-me montes e montes de comprimidos, aos quais eu não tomava, pois tenho um primo que passou exactamente pelo mesmo e eu vi em primeira linha no que os comprimidos o tornaram, pois em vez de ajudar só "desajudaram" e não foi pouco. Os meus pais não compreendiam bem o que era a síndrome do pânico, diziam que eu era “muito inteligente” para ter isso e que “não tinha motivos para andar deprimida”, completamente alheios à realidade que eu estava a passar, por ignorância - não culposa - deles.
Tinha ataques de pânico todos os dias, na faculdade, no caminho para casa, à noite… vários por dia até. Isto durante um ano. Deixei de sair de casa, porque fiquei com agorafobia… deixei praticamente de viver.
Procurei diversas ajudas, mas todas sem efeito. Até que fiz psicanálise e comecei a ver melhorias, apesar de não entender muito bem o processo complexo que é a psicanálise. O psicanalista receitou-me medicina alternativa, remédios naturais, que ajudaram tanto mas tanto que só tenho a agradecer.
Certo é que os ataques de pânico passaram, e até hoje nunca mais tive nenhum. Foram-se com o vento, foram embora mesmo assim, sem eu me aperceber do que levou à sua extinção. Antes, quando eu sentia que ia ter alguma crise, ficava com muito medo do que poderia acontecer, porém, depois de tantas e tantas crises (cerca de 700) fiquei cansada e só pensava “ok vou ter uma crise mas que venha logo e passe rápido” e sinceramente acho que foi esse pensamento que me ajudou.
Hoje, continuo a ser uma pessoa super ansiosa, mas já não estou deprimida! Ainda me custa enfrentar multidões (sítios com imensa gente fazem-me confusão, começo logo a suar) mas consegui andar de avião (coisa que nunca pensei) e consegui conduzir. Embora não lide muito bem com o stress, pois antes de ter exames não consigo comer e mesmo assim vomito, não durmo bem... ossos do ofício. Vivo em constante medo de voltar a passar pelo mesmo inferno, embora não ache que isso vá acontecer, até porque acho que não ia aguentar tamanho fadário.
Ainda tomo comprimidos naturais,  mas passo bem sem eles, só que me ajudam a estar bastante mais relaxada.
Espero que possam retirar daqui uma mensagem de apoio e de esperança! Smile

P.S.: não entendo nada de medicações, porém sei que a medicina alternativa/natural teve um papel fulcral no meu tratamento, pelo que hoje me encontro 100% curada das crises de pânico.

Alicee

Mensagens : 5
Reputação : 0
Data de inscrição : 21/06/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha jornada

Mensagem por Barbara Reis em Qua Jun 22 2016, 11:22

Obrigada Alicee pelo teu depoimento! é destas mensagens que precisamos para termos esperança no futuro!!! Assim como trataste os ataques de pânico tb podes curar ou reduzir a ansiedade! A psicanálise não te ajudará? exercício físico? caminhadas? tenta tudo pq já viste que consegues!!!

Barbara Reis

Mensagens : 241
Reputação : 17
Data de inscrição : 06/04/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha jornada

Mensagem por Alicee em Qua Jun 22 2016, 16:53

Barbara Reis escreveu:Obrigada Alicee pelo teu depoimento! é destas mensagens que precisamos para termos esperança no futuro!!! Assim como trataste os ataques de pânico tb podes curar ou reduzir a ansiedade! A psicanálise não te ajudará? exercício físico? caminhadas? tenta tudo pq já viste que consegues!!!

Não me tem sido possível fazer mais psicanálise até porque tenho uma vida super atarefada, e sempre que faço exercício o coração fica a bater imenso parece quase taquicardia e penso logo que estou outra vez a entrar em pânico, o tal "gatilho" de que se fala.... mas faço caminhadas e realmente ajudam Smile Obrigada!

Alicee

Mensagens : 5
Reputação : 0
Data de inscrição : 21/06/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A minha jornada

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum