Últimos assuntos
» Ansiedade e ataques de pânico
Ontem à(s) 22:32 por Ricardo Jorge

» Ansilor + ADT 10mg + Venlafaxina
Ontem à(s) 11:10 por Gon1987

» Grupo de Ajuda no WhatsApp
Ontem à(s) 03:41 por Ulysses Almeida

» Venlafaxina
Ontem à(s) 01:15 por Convidado

» Bupropiona e Buspirona possuem interação medicamentosa?
Ontem à(s) 00:09 por LP0956

» Confusão e possibilidade de hipocondria
Sab Set 23 2017, 15:11 por waz1

» EMDR alguém conhece ou já fez?
Qua Set 20 2017, 12:32 por sketch

» comecei com o lyrica
Sab Set 16 2017, 09:15 por Convidado

» Serão meras extrassistoles???!!!
Sex Set 15 2017, 08:03 por Mónica

» Gravidez com ansiedade generalizada
Sex Set 15 2017, 07:45 por Mónica

Quem está conectado
11 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 11 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

Depressão, fobias, raiva de pais imaturos, e tentativa de suicídio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Depressão, fobias, raiva de pais imaturos, e tentativa de suicídio

Mensagem por paulinhojuba em Qui Set 07 2017, 19:11

Sinto raiva dos meus pais pelo males que hoje passo pela imaturidade deles.

Conversando com vários psicólogos ao longo de alguns anos, me falaram que a maior parte dos bloqueios e incapacidades que atualmente passo teve origem na minha infância causados pelo ambiente em que viví e pela forma que fui educado. Tenho 28 anos e lamento muito por mim ter crescido na família que tive, não quero ser mal-agradecido porém tenho que dizer que viví desde criança sob pressão e frustrações. Minha mãe hoje falecida apesar de todo carinho que me deu era alguém muito assustada, supersticiosa e que deixava-se levar pela opinião alheia; já meu pai apesar de muito trabalhador e seguidor dos bons costumes, sempre foi sério e rígido na maior parte do tempo me obrigando desde pequeno a frequentar o centro espírita que ele se adaptou, era e ainda é muito preocupado com limpeza e organização, me magoava muito com palavras pesadas como Imprestável e molenga, e de frases como ''Você nunca vai conseguir isso'' ou ''Não tem como você mudar'', É um homem matuto e muito teimoso.
Também tenho uma irmã que desde adolescente sempre me chamou de feio, atribui todos os problemas da casa como eu a principal causa, nota-se sua insensibilidade com pessoas que ela não gosta, sempre sonhou e ainda sonha pela minha destruição.
Quando eu tinha uns 9 anos desenvolví o TOC,  e poucos anos depois a Fobia social. Hoje tenho além disso a depressão, onde meu pai felizmente reconhece parte do problema. Dos empregos que conseguí, nunca fiquei por muito tempo, me frustrava neles e em pouco tempo ao notarem meu desempenho fraco, me desligavam da empresa. Pensamentos de suicídio são frequentes na minha vida e inconscientemente atribuo parte deste mal pela má criação que tive. Hoje com a idade que estou apesar de jovem, não tenho ânimo nenhum pela vida, estou ficando calvo pela genética (o que tem abalado muito minha auto estima pra quem já tem Dismorfia corporal) e para piorar.. não tenho formação nenhuma e pouquíssimas experiências de trabalho. Além disso como posso trabalhar bem se tenho medo das pessoas pela fobia?
Tomei antidepressivos por 7 anos, como não me auxiliavam e nem me auxiliaram, procuro por alternativas naturais.. porém não vejo meu futuro com esperanças pois sofro muito por estes transtornos, ao mesmo tempo que vivo com meu pai que me sustenta até hoje, culpo ele inconscientemente, inclusive minha mãe já falecida pela má formação que me deram para o mundo e pela não aceitação dos meus problemas, Meu pai atribui muito a Depressão e TOC á falta de trabalho. Há um tempo atrás tentei o suicídio, ele se desesperou mas hoje 2 meses depois ele continua ignorante e conivente, o que além de me deixar com uma raiva que me traz enxaqueca, está alimentando novamente o mesmo sentimento de suicídio. Alguns me disseram: saia de casa e sua vida mudará da água para o vinho'', mas como sairei de casa se nem trabalho eu tenho para me sustentar, sem contar que com frustrações lá fora só me levarão a terminar minha vida por conta própria. O espiritismo não pôde me ajudar e devido a outros fatores dentro deles apoiados no medo abandonei esta crença, Hoje sou agnóstico.
Tentei pedir uma informação, mas a carga energética é tão grande que isso agora é um desabafo Sad

paulinhojuba

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 07/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum