Últimos assuntos
» SENTINDO SOZINHA, RODEADA DE DE GENTE
Hoje à(s) 12:50 por CsaSousa

» Ansiedade e Hipocondria
Hoje à(s) 12:22 por CELIA GONÇALVES

» Um tabu entre clonazepam e alprazolam
Sex Nov 09 2018, 01:21 por LP0956

» 3 dias sem Paroxetina
Qua Nov 07 2018, 22:55 por Gustavo B

» Medicação para ansiedade
Ter Nov 06 2018, 00:31 por LP0956

» Rivotril ou Xanax para aliviar a abstinência causada pelo fim do efeito do Venvanse no final do dia?
Seg Nov 05 2018, 16:32 por LP0956

» Antidepressivos x vitaminas
Dom Nov 04 2018, 19:03 por Brick

» Mirtazipina
Seg Out 29 2018, 22:09 por Gustavo B

» Se não se morre da doença morre-se da cura!
Seg Out 29 2018, 16:37 por analobo

» Vida paralela
Seg Out 29 2018, 16:35 por analobo

Quem está conectado
6 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 6 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 65 em Seg Jan 01 2007, 03:04

Hoje é a minha vez...

Ir em baixo

Hoje é a minha vez...

Mensagem por marianamartinsg em Qui Jan 25 2018, 18:33

Boa tarde a todos.

Sou uma rapariga de 22 anos e hoje venho falar-vos de mim.
Sou estudante e penso que o grande problema neste momento é esse para o meu estado, infelizmente.
Tenho ataques de ansiedade, insónias e quanto mais insónias tenho mais mal estar sinto e mais ataques de ansiedade tenho durante a noite. Sempre fui uma pessoa nervosa digamos mas principalmente estressada. Tudo se tem vindo a agradar devido ao facto de ter medo de nunca acabar o curso em que estou, das inúmeras dificuldades que sinto.
Nunca contei a ninguém o que me ia na alma nem o que sentia até que cheguei ao limite de ver tudo a andar para trás. Aí, contei à minha mãe e fui ao meu médico. Contei e chorei tudo naquele maldito consultório, disse que se sentisse necessidade e estivesse à vontade para isso devia procurar alguém para falar que estivesse na área (psicólogo). Disse que não andava a dormir, do qual receitou valdispert valeriana 125mg e sinceramente ao início resultava... Hoje em dia, dependendo de como esteja, por vezes nem com 3 comprimidos consigo adormecer, mas a ansiedade acho que desaparece um pouco, pois acalma - me. Na segunda consulta médica, expliquei que nem sempre valdispert ajudava... Nem sempre isso chegaba para pelo menos ter uma noite tranquila... Foi aí que na minha opinião tudo mudou e receitou Triticum. Confesso que nunca tomei, a bula assustou - me e sinto que prefiro viver mal do que viver como um zombie e medicada constantemente. Tive medo de tantos efeitos secundários e já estamos a entrar num ponto que não queria, os medicamentos que nos deixam simplesmente a viver por viver.
Esta sou eu...

marianamartinsg

Mensagens : 1
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/01/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hoje é a minha vez...

Mensagem por Convidado em Qui Jan 25 2018, 19:56

-


Última edição por JP100 em Ter Out 09 2018, 15:37, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hoje é a minha vez...

Mensagem por jpedro em Dom Jan 28 2018, 14:27

Concordo com o JP100, tenta ultrapassar as coisas com calma... Fala com um psicólogo e relaxa mais.
Falar com os teus familiares ou mesmo com amigos mais chegados pode ajudar

jpedro

Mensagens : 163
Reputação : 5
Data de inscrição : 08/08/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hoje é a minha vez...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum