Últimos assuntos
» Desmame benzodiazepina
Ontem à(s) 14:26 por jpedro

» ABSTINÊNCIA DO ALPRAZOLAM
Sab Jun 23 2018, 19:09 por abstinênciadealprazolam

» Desmame de Lorazepam e Amitriptilina
Sab Jun 23 2018, 09:02 por Augusto Rangel 2014

» Surto Psicótico
Sex Jun 22 2018, 20:41 por tribo

» EMDR alguém conhece ou já fez?
Qui Jun 21 2018, 19:02 por Ellisah

» Vida paralela
Qui Jun 21 2018, 13:32 por Adam Peter

» Valdoxan + Alprazolan
Qua Jun 20 2018, 20:01 por Ellisah

» Não sei o que fazer, preciso de uma opinião rápida, por favor
Qua Jun 20 2018, 18:30 por Brick

» Desmame de Venlafaxina
Qua Jun 20 2018, 18:23 por Brick

» Venlafaxina agora Sertralina.
Qui Jun 14 2018, 20:44 por delfinamoreira86@gmail.co

Quem está conectado
12 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 12 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

Como funcionam as perturbações mentais

Ir em baixo

Como funcionam as perturbações mentais

Mensagem por Augusto Rangel 2014 em Qui Jun 07 2018, 18:56

Esta breve abordagem, está somente dirigida às questões de patologia dissociativa.

O sentido critico, só está presente na mente consciente, podemos designá-lo, grosso modo, como “inteligência”.

A capacidade de armazenamento (memorização) da mente consciente, é limitada.

Tanto no subconsciente como no supra-consciente, esse limite de capacidade não existe.

Como o sentido crítico e a lógica não existem no subconsciente e supraconsciente, podemos dizer de uma forma básica que eles são “estúpidos”, pois processam tudo o que lá está sem qualquer tipo de julgamento, seja ele bom ou mau, não pensam devido à tal ausência do sentido crítico.

Certamente que já ouviram falar de regressões a vidas passadas … essas recordações encontram-se alojadas na memória supraconsciente, ou seja, a memória da nossa alma, logo, as regressões a VP incidem nela.

É como uma memória mais afastada, o acesso a ela obriga a um maior aprofundamento psíquico … Em relação ao subconsciente, tal aprofundamento psíquico não é necessário, basta um pequeno relaxamento da parte consciente em conjunto com o seu sentido critico.

Todavia quando nascemos, isto em relação ao supraconsciente que é a memória da alma, é-nos colocado uma espécie de “véu do esquecimento”, para que essas memórias de existências passadas, não tenham reflexo na nossa vida física presente, (pois algumas memórias traumáticas dessas existências passadas, podem originar o que se chama de fobias), o que não acontece com o nosso subconsciente, pois ele regista, grava e processa tudo o que faz parte da nossa vida física actual, desde que fique activo e não como memória inerte.

O nosso subconsciente apesar de não ter o sentido critico, como já referi, é mais forte do que o nosso consciente … pode levar um tempo mas vence sempre o consciente, através do que lá esteja emergente e activo.

As perturbações mentais, estão alojadas no subconsciente, daí que bombardeiam o consciente com o que lá está de forma continuada e persistente, bastando para isso que esteja activo e emergente e não como uma espécie de arquivo inerte.

As substâncias químicas actuam ao nível do corpo físico (cérebro-neurónios, mente consciente) , podem amenizar sintomas desagradáveis, mas não vão ao cerne da questão, à origem do problema. Estando essa origem no subconsciente (parte não física) os químicos não são a solução.

Augusto Rangel (Prof.)

Augusto Rangel 2014

Mensagens : 16
Reputação : 0
Data de inscrição : 05/01/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum