Últimos assuntos
» Nervosismo e mau estar após descontinuação de Paroxetina 20mg
Ontem à(s) 21:14 por joaoferreira23

» Alprazolam ou Triticum
Sex Ago 18 2017, 15:16 por Convidado

» Conviver com o monstro da Insônia
Sex Ago 18 2017, 14:53 por zeta

» Medo de enlouquecer
Qui Ago 17 2017, 16:15 por JonnyFrota

» Por favor, conselhos, ajuda
Qui Ago 17 2017, 11:12 por SuMarques

» Alprazolam sem efeitos p/ Insônia
Qui Ago 17 2017, 11:09 por SuMarques

» Ansiedade pré-casório
Qui Ago 17 2017, 11:05 por SuMarques

» Reações adversas dos antidepressivos
Qua Ago 16 2017, 22:27 por Convidado

» Hipocondriaca
Qua Ago 16 2017, 10:25 por JonnyFrota

» Esquizofrênia
Ter Ago 15 2017, 19:46 por ABairon

Quem está conectado
21 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 21 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 57 em Qui Maio 25 2017, 20:26

DEPRESSÃO + MEDICAÇÃO

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

DEPRESSÃO + MEDICAÇÃO

Mensagem por Jorge A em Dom Mar 31 2013, 21:20

Boa noite.

O meu nome é Jorge e encontrei este fórum através de pesquisas online relacionadas com a depressão e medicação a ela associada.

Infelizmente o meu pai há 15 anos que sofre de depressão que o tem vindo a afetar gravemente. Como tal, a lista de medicamentos que já tomou é de tal forma extensa que, de momento, nem a consigo reproduzir.

O meu objetivo é colher pareceres/opiniões sobre a atual medicação que ele está a tomar e sobre o seu estado (físico e psicológico).

Começo pela lista de medicamentos que está a tomar há quase dois anos:
- seroquel sr 200mg (1 ao deitar);
- dogmatil forte 200mg (1 ao almoço e 1 ao jantar);
- unilan 1mg (1 ao peq almoço, 1 ao almoço e 1 ao jantar);
- morfex 30mg (1 ao deitar);
- mirtazapina 45mg (1 ao deitar) = penso ser conhecido por remeron;
- zeralix 250mg (1 ao peq almoço).

Bem...chega, não? Shocked

O meu pai desenvolveu várias "manias" ao longos dos anos, desde ataques de pânico, pensamentos negativos e mesmo suicidas, refúgio, etc, etc, etc...a mais recente prendia-se com o facto de decorar números, nomes de pessoas, localidades, etc... Conversões de escudos para euros... enfim...a cabeça dele não parava 1segundo.
Atualmente o discurso dele não é coerente e toma como verdades absolutas ideias que não têm qualquer fundamento.. Temo que se comece a denotar alguma senilidade Crying or Very sad

O que concluo de tudo isto é que esta estratégia/caminho não está a resultar! Nem de longe nem de perto!

Gostaria de ler as vossas opiniões sobre este assunto, e quais os caminhos alternativos que posso procurar.


Cumprimentos.

Jorge A

Mensagens : 2
Reputação : 0
Data de inscrição : 31/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEPRESSÃO + MEDICAÇÃO

Mensagem por Pedro_S em Dom Mar 31 2013, 22:26

Boa noite Jorge,

Primeiro que tudo, tu e o resto dos familiares próximos, têm de aceitar que o teu pai tem uma doença, e que, infelizmente no caso particular dele, o próprio nunca irá ter a noção real da sua doença, nem a aceitar como tu e o resto da família.

O meu melhor conselho pessoal para ti é:

1 - Tu, ou alguém da família acompanhar todo o processo do teu pai junto do seu médico/psiquiatra/neurologista. Quando digo acompanhar quero dizer, que, dependendo da confiança que ele tem em vocês estarem presentes na consulta, tentarem o acompanhar nas idas ao especialista. Caso ele não vos queira lá, antes da consulta devem falar com o médico e relatar pormenorizadamente como está os sintomas dele, etc. Assim como após a consulta, saber de facto o que percepcionou o médico, o que receitou e ter especial atenção se ele faz a medicação tal e qual como foi receitado.

2 - Não é muito relevante discutir agora se a medicação é boa ou má, temos que confiar no especialista que escolherem, e passar lhe toda a informação possível pois o relato do teu pai ao especialista pode ser MUITO DIFERENTE e com isto ocultar sintomas e a gravidade da situação.

3 - O problema do teu pai entra no campo da mania/obsessivo compulsivo e arrisco me a dizer, sintomas de personalidade esquizóide, o que acarreta um problema maior do que o da maioria dos membros e leitores aqui do fórum, que vêm aqui discutir o seu problema e têm total noção do que estão a padecer. Quero com isto dizer que o teu pai pode até vir a negar que tem problema algum e pensar que o querem "tramar", ter sintomas de perseguição e afins. Por isso a confiança que ele deposita em vocês é muito importante e NUNCA deve ser quebrada, porque uma vez quebrada muito dificilmente a reconquistam em um paciente com essas características.

Desejo-te muito força nessa "batalha conjunta" e as melhoras para o teu pai. Caso ao fim de algum tempo não tenham os resultados esperados com esse especialista, não hesitem em pedir uma segunda opinião consultando outro especialista que seja recomendado por alguém da área, tendo sempre em atenção que isto são problemas que o seu tratamento é demorado.

_________________
"Dura lex, sed lex"
avatar
Pedro_S

Mensagens : 394
Reputação : 36
Data de inscrição : 09/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEPRESSÃO + MEDICAÇÃO

Mensagem por Jorge A em Dom Mar 31 2013, 23:20

Boa noite Pedro.
Antes demais agradeço a resposta ao meu post.

O que referes no ponto n.º3 principalmente quando dizes: "Quero com isto dizer que o teu pai pode até vir a negar que tem problema algum". é o que se tem passado recentemente.

Quanto à medicação, pergunto se não será, também, ela própria a causadora do estado atual dele....sabemos que os medicamentos são criados para procurarem soluções, mas muitos não deixam de originarem problemas!

Tantos químicos dentro do nosso organismo, certamente que não trazem apenas benefícios....

Jorge A

Mensagens : 2
Reputação : 0
Data de inscrição : 31/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEPRESSÃO + MEDICAÇÃO

Mensagem por fabi em Dom Mar 31 2013, 23:38

Concordo Jorge, alguns medicamentos já me provocaram alucinaçoes..se o teu pai não conseguir explicar como se sente, é um pouco dificil até para os medicos verem se a medicação está a fazer o efeito esperado...já tomei seroquel, morfez e mirtazapina. E a mirtazapina começei com 16 anos e ha um ano atras nem me segurava com ela não consegui tomar desisti...foram reaçoes completamente diferentes...isto das medicaçoes é muito complicada, variam de pessoa para pessoa e de muitos outros fatores...

As melhoras para o teu pai.

_________________
Nós só encontramos o que queremos quando deixamos de procurar
avatar
fabi

Mensagens : 92
Reputação : 2
Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 34
Localização : Porto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEPRESSÃO + MEDICAÇÃO

Mensagem por Pedro_S em Seg Abr 01 2013, 00:27

Jorge, os medicamentos têm todos efeitos secundários, uns mais nefastos que outros, e não nos podemos esquecer que os medicamentos para a cabeça são regra geral os com mais contra indicações e efeitos secundários indesejáveis.

Tratamo-los por "medicamentos" mas são na realidade "drogas", como originalmente eram chamados, exactamente por criarem dependência física e psicológica. Simplesmente são drogas "legais", receitadas por um especialista e visam obter um efeito terapêutico que valha a pena o risco, ou seja, esperamos que traga mais benefícios que malefícios.

Mas voltado ao caso do teu pai, vamos tentar esmiuçar um pouco mais a questão, começo então por perguntar:

Há já quanto tempo está ele a fazer esta medicação actual que referes (pois provavelmente já sofreu várias alterações na medicação desde há 15 anos para cá).

E em segundo lugar, qual é o diagnóstico que foi informado que o teu pai sofria? É que apesar de o classificares como depressivo há já 15 anos, pelos restantes sintomas, parece me que a depressão é o sintoma secundário e o sintoma primário é um transtorno psíquico mais severo, que já envolve por parte dele uma distorção da realidade do mundo que o rodeia.

Relativamente á medicação, se essa que meteste ai é a medicação actual tem de se ver há quanto tempo a toma, se for há muito pouco tempo, pode ainda não ter passado tempo suficiente para atingir o efeito terapêutico desejado, se já faz algum tempo pode ter que se rever as doses, ou toda a medicação por inteiro ou parte dela, se foi há já muito tempo (+2/3 anos), pode a medicação não lhe estar a fazer nada de nada. Após 2/3 anos com a mesma medicação, e caso o fígado esteja a funcionar bem, o medicamento é metabolizado muito rapidamente e deixa de fazer o efeito desejado.

_________________
"Dura lex, sed lex"
avatar
Pedro_S

Mensagens : 394
Reputação : 36
Data de inscrição : 09/02/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEPRESSÃO + MEDICAÇÃO

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum